Tesla falha em meta de entregas de carros em 2016

Por Redação | 03.01.2017 às 20:45 - atualizado em 04.01.2017 às 10:52
photo_camera Benjamin Zhang/Business Insider

A Tesla Motors registrou um grande crescimento no seu número de pedidos em 2016. Entretanto, parece que o ritmo de entregas da empresa no ano não foi dos mais satisfatórios, de acordo com os números divulgados pela companhia para o último trimestre.

Segundo relatório da companhia de Elon Musk, foram entregues cerca de 22 mil carros no quarto trimestre de 2016, fechando o ano com 76,230 veículos enviados aos consumidores. Com isso, a companhia não alcançou a sua meta divulgado no começo de ano, que era entregar de 80 mil a 90 mil carros.

Para explicar os números, a empresa afirmou em nota que a contagem de entregas para o quatro trimestre foi vista de forma conservadora, já que ela só conta um carro como entregue quando ele foi "transferido para o comprador e toda a papelada foi finalizada".

Entretanto, no segundo semestre a companhia também falhou em aumentar seu ritmo de carros enviados. O plano da Tesla era atingir a marca de 50 mil entregas de julho a dezembro, mas ficou com apenas 46,5 mil.

Outra explicação para a baixa nos despachos foi a de problemas de produção em sua planta em Palo Alto, na Califórnia, durante os meses de outubro e novembro, quando teve que alterar seu sistema Autopilot. No início do ano, a companhia se envolveu em polêmicas devido ao um acidente com um de seus carros Model S, em um acidente com vítima fatal durante o uso do piloto automático.

Segundo a Tesla, a produção de carros foi seriamente afetada durante este período, resultando em diversos carros não sendo entregues a tempo para clientes na Europa e Ásia.

"Embora nós tentamos recuperar estas entregas e acelerar outras no final do trimestre, o ano acabou antes que pudéssemos entregar todos os carros a nossos clientes", afirmou a empresa no comunicado. Foi complementado que cerca de 6,45 mil pedidos ainda estão em processo de envio, mas serão contabilizados apenas no primeiro trimestre de 2017.

Ainda assim, a demanda pelos modelos da Tesla continuam em alta. Segundo o relatório, a companhia teve um crescimento de 52% na demanda por seus carros Model S e Model X nos meses de outubro a dezembro, um crescimento de 24% sobre o melhor período da companhia, que foi o trimestre anterior.

Fonte: Business Insider