Tesla anuncia compra da SolarCity por US$ 2,6 bilhões

Por Redação | 01 de Agosto de 2016 às 11h27
TUDO SOBRE

Tesla

A Tesla Motors, fabricante de carros elétricos, anunciou aquisição da SolarCity por US$ 2,6 bilhões. A compra deverá ajudar a impulsionar os projetos da montadora relacionados à energia, tendo em vista que a SolarCity oferece aos consumidores painéis solares e também sistemas de armazenamento de bateria para casas e carros elétricos. O acordo consiste na fusão da empresa com a fabricante de veículos automotivos.

De acordo com o CEO da Tesla, Elon Musk, o processo faz parte da segunda fase do plano diretor da companhia, que envolve o desenvolvimento de soluções para gerar, armazenar e permitir o consumo de massa de energia solar. A SolarCity deverá ajudar a Tesla em seu dispositivo de armazenamento de energia solar, o Powerwall, e também na expansão das lojas de varejo da montadora. A empresa também deverá continuar a desenvolver mais produtos solares para seus clientes.

"A Tesla está se preparando para escalar os nossos produtos de armazenamento como o Powerwall e o Powerpack e a SolarCity está preparada para oferecer a próxima geração de soluções solares diferenciadas. Ao unir forças, podemos operar com mais eficiência e integrar plenamente os nossos produtos, oferecendo aos clientes uma experiência esteticamente bonita e simples", diz uma publicação da Telas em seu blog. Com a aquisição, a Tesla também espera diminuir os custos de hardware e de instalação e melhorar a eficiência de fabricação, acarretando em menor custo para seus clientes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Cada acionista da SolarCity irá receber 0,110 ações da Tesla por cada ação que detém da SolarCity. Elon Musk deverá liderar a SolarCity e se tornar o principal acionista das duas empresas. O processo de aquisição está previsto para se encerrar no quarto trimestre de 2016. No entanto, a SolarCity tem o prazo de 45 dias para solicitar uma proposta alternativa. Ambas as empresas também esperam conseguir aprovação de seus acionistas e também de órgãos fiscais para concretizarem o negócio.

Fonte: TNW, Tesla

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.