Tecnologia e saúde: um importante investimento

Por Colaborador externo | 10 de Março de 2016 às 11h00

Por Marcelo Hirsch*

Não importa a situação econômica do país, o fato é que a demanda por serviços médicos não para nunca. Tanto em cidades grandes quanto em pequenas comunidades rurais, os hospitais estão sempre tentando melhorar a produtividade e a precisão dos seus diagnósticos através da Tecnologia da Informação (TI), que exerce um papel estratégico na área de saúde tanto nos cuidados diretos aos pacientes quanto nos laboratórios.

Agora, mais do que nunca, os fabricantes estão criando soluções que preencham os requisitos específicos das instalações de cuidados de saúde, possibilitando aos revendedores oferecer soluções exclusivas de hardware para esse mercado - tais como produtos que podem ser desinfetados com frequência ou soluções móveis que proporcionam visibilidade em tempo real dentro dos hospitais e laboratórios.

O uso de sistemas computadorizados possibilita integrar o controle dos vários departamentos hospitalares e gera informações confiáveis sobre todos os processos logísticos, desde o check-in até o check-out do paciente. A mobilidade e a adoção de soluções tecnológicas, como impressoras de código de barras e scanners, também são importantes para diagnósticos exatos e para a redução de custos. Além disso, esta prática ajuda a resolver o problema de pouca disponibilidade de recursos humanos.

Estas ferramentas contribuem para aumentar a segurança dos pacientes e ao mesmo tempo, maximizar o fluxo de trabalho. Hoje em dia, scanners e impressoras conseguem verificar com rapidez todas as informações dos pacientes. Um setor de enfermagem que tenha a própria impressora de código de barras aumenta a produtividade e economiza tempo. No caso da coleta de sangue, por exemplo, os pacientes não precisam mais se dirigir ao setor de enfermagem. O profissional pode fazer a coleta em seu local de trabalho, etiquetar e enviar a amostra diretamente ao laboratório.

Estas impressoras também produzem etiquetas de longa-duração, fáceis de ler e que podem ser rapidamente traduzidas pelo scanner. Além disso, esse sistema agiliza o processo de etiquetação, o rastreamento de medicamentos e garante que o paciente receba o tratamento correto.

Quando o assunto é saúde, não podemos esquecer que o profissional da área não é um técnico e por isso, é essencial que ele tenha fácil acesso às ferramentas. Não adianta ter uma impressora de ótima qualidade, se os cartuchos de tinta são difíceis de trocar e, um scanner de conexão complicada, pode atrapalhar em vez de ajudar.

O mercado da saúde está cheio de oportunidades para revendedores, e cabe a eles tentar conhecer melhor o setor e usar a estratégia mais eficaz para convencer os usuários sobre a necessidade e a importância dessas novas tecnologias para o aprimoramento da assistência médica e para a obtenção de diagnósticos mais precisos.

Ao oferecer novas tecnologias aos clientes, dê preferência àquelas que facilitam a rotina de trabalho desses profissionais, que sejam um recurso valioso ao trabalho da equipe e que, é claro, garantam resultados precisos. Quando há vidas em jogo, não há margem para erros.

*Marcelo Hirsch é vice-presidente de vendas da ScanSource POS e Barcode para América Latina.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.