Taiwan pedirá remoção do Uber da App Store e Google Play

Por Redação | 16.11.2016 às 18:22

Parece que Taiwan tem planos de declarar guerra o Uber. Segundo afirmaram fontes à Reuters, o país deverá pedir à Apple e ao Google para que eles retirem o app de transporte privado de suas lojas de aplicativos - a App Store e a Google Play.

A informação foi divulgada por uma autoridade do governo taiwanês, que já está há tempos batendo de frente com a companhia norte-americana. O Uber já opera no país desde o ano passado e desde então está em constantes atritos com o governo local.

O Uber opera em Taiwan como uma plataforma de tecnologia baseada em internet, em vez de uma empresa de transportes. Segundo o governo do país asiático, esse posicionamento do Uber é uma representação equivocada do serviço oferecido e o que faz o Uber escapar do pagamento dos impostos adequados.

"O Uber não faz o que disse que iria fazer, então estamos buscando outros caminhos ao pedir que seus aplicativos sejam removidos da [loja de aplicativos] Apple e do Google", disse Liang Guo-guo, porta-voz do Diretório Geral de Rodovias de Taiwan, que está cuidando do assunto.

Em resposta às críticas do governo de Taiwan, o Uber afirma que está se comunicando com as autoridades do país e cumpre com as regulamentações locais.

Segundo o porta-voz do governo taiwanês, a solicitação inclui também a remoção do aplicativo UberEATS (de entrega de alimentos), que foi lançado pelo Uber no país esta semana.

Quanto ao lado da Apple e Google, apenas o Google se manifestou sobre o assunto, afirmando que as políticas do Google Play não permite aplicativos que facilitem ou promovam atividades ilegais, entretanto não entrou na discussão se o Uber estaria burlando leis em Taiwan.

Fonte: Folha de São Paulo