Startups oferecem inteligência tecnológica a grandes empresas

Por Stephanie Kohn | 12 de Maio de 2017 às 16h15

Cada vez mais as empresas encontram dificuldades em promover inovação dentro da própria organização. O principal motivo é que elas possuem estruturas engessadas que intimidam o desenvolvimento de novas ideias. A solução encontrada foi apostar em startups como parceiras em inteligência tecnológica.

“Está havendo um movimento de empresas buscando soluções em startups em vez de terceirizar contratando outras corporações ou tentar criar internamente novos sistemas. Elas querem levar as startups para dentro de casa”, comenta Alexandre Rodrigues, CEO da Evnts.

Para ele, as startups refletem redução de custos e agilidade. Elas estão condicionadas a serem as figuras que resolvem problemas usando tecnologias disruptivas.

A própria Evnts foi criada assim. Os três sócios tinham outra startup no segmento de turismo e, devido a uma demanda diferente, desenvolveram uma nova plataforma. “Um cliente nos disse que tinha muita dificuldade com reservas de hotéis para eventos. Praticamente todo o setor de marketing tinha de trabalhar nisso. Aceitamos o convite de resolver este problema e lançamos a Evnts três meses depois”, conta.

Hoje a tecnologia da startup está em sites de grandes eventos como o Rock in Rio, por exemplo. A anfitriã do evento faz a seleção dos hotéis que tenham a ver com o perfil do público. Os hoteis, por sua vez, enviam tarifas reduzidas ao sistema. A Evnts só trabalha com solicitações acima de nove quartos e já realizou mais de 30 mil reservas, sempre buscando as menores tarifas.

Outro exemplo é a Agendor, plataforma de aprimoramento de vendas. O serviço nasceu para ajudar vendedores autônomos, mas uma grande empresa começou a experimentar. “Uma pessoa do nível operacional identificou uma dor no mercado e ao buscar por uma solução chegou até o Agendor. No início usavam o plano gratuito, para até duas pessoas, mas aos poucos toda a empresa foi migrando para a plataforma”, conta Gustavo Paulillo, CEO. Atualmente dos 20 mil clientes da startup, cerca de 200 são empresas de grande porte com equipes de vendas de mais de 50 pessoas.

Berço para startups

Telefônica, Samsung, Itaú e Porto Seguro são algumas das empresas que criaram pólos de startups para estarem próximas de inovações. Elas apoiam o empreendedorismo e, ao mesmo tempo, coletam ideias de novos negócios. É o casamento perfeito.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.