Startup de carona Lyft está à venda, mas faltam compradores

Por Redação | 19.08.2016 às 20:01

Economia disruptiva parece ser uma tendência, mas nem todos pensam assim. A startup de caronas Lyft, segunda maior depois da Uber, se lançou no mercado com propostas para diversas empresas, como Apple, Google, Amazon, Uber, Didi Chuxing e GM, mas nenhuma delas demonstrou interesse.

No início do ano, a GM já injetou US$ 500 milhões na Lyft como investidora, mas não chegou a fazer uma oferta de aquisição. Recentemente, rumores indicaram que a Lyft recusou uma proposta da GM, o que sugere que as partes não teriam chegado a um acordo quanto a valores.

A falta de interesse na compra pode dar a entender que a empresa não está bem no mercado, porém, ela segue estável com apenas a Uber à frente. A empresa vale hoje US$ 1,4 bilhão e não deve entrar em crise tão cedo, ainda que não esteja em fase de geração de lucro líquido.

Fonte The Verge