Startup de carona Lyft está à venda, mas faltam compradores

Por Redação | 19 de Agosto de 2016 às 20h01

Economia disruptiva parece ser uma tendência, mas nem todos pensam assim. A startup de caronas Lyft, segunda maior depois da Uber, se lançou no mercado com propostas para diversas empresas, como Apple, Google, Amazon, Uber, Didi Chuxing e GM, mas nenhuma delas demonstrou interesse.

No início do ano, a GM já injetou US$ 500 milhões na Lyft como investidora, mas não chegou a fazer uma oferta de aquisição. Recentemente, rumores indicaram que a Lyft recusou uma proposta da GM, o que sugere que as partes não teriam chegado a um acordo quanto a valores.

A falta de interesse na compra pode dar a entender que a empresa não está bem no mercado, porém, ela segue estável com apenas a Uber à frente. A empresa vale hoje US$ 1,4 bilhão e não deve entrar em crise tão cedo, ainda que não esteja em fase de geração de lucro líquido.

Fonte The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.