Sony Pictures entra em acordo com ex-funcionários afetados pelo ataque hacker

Por Redação | 04.09.2015 às 08:36
photo_camera Foto: Reprodução

A Sony Pictures finalmente chegou a um acordo com os seus ex-funcionários em uma ação judicial relacionada ao ataque hacker que aconteceu no final do ano passado, quando diversas informações sensíveis da empresa vieram a público.

Não foram divulgados mais detalhes do acordo, mas a aprovação aconteceu na manhã desta quarta-feira (02).

O caso ainda vai contar com uma ação coletiva, cuja audiência deve acontecer ainda no fim de setembro. Serão resolvidos sete diferentes processos movidos por ex-colaboradores que tiveram seus números de documentos, registros médicos e outras informações importantes vazadas.

O ataque, que foi considerado um dos cibercrimes corporativos mais prejudiciais até então, mostrou ao mundo como os dados das companhias podem ser vulneráveis, até mesmo para ataques externos.

Na época, o crime foi relacionado à Coreia do Norte, mas os argumentos foram reconsiderados pelo governo dos Estados Unidos e por especialistas de segurança.

Hoje, 10 meses depois do ocorrido, a Sony continua sofrendo as consequências da invasão, incluindo a saída do copresidente do estúdio, Amy Pascal, que deixou o cargo em fevereiro deste ano. A situação da companhia se tornou ainda mais grave quando o WikiLeaks publicou cerca de 30 mil documentos vazados em um banco de dados de pesquisa em abril deste ano.

Com a ajuda da ferramenta, o jornal norte-americano The New York Times encontrou indícios de que os executivos da Sony forçaram alterações no filme "Concussion", que fala sobre os efeitos de lesões prejudiciais no cérebro de ex-jogadores de futebol americano, para evitar possíveis conflitos judiciais.

Fonte: The Verge