Sony confirma compra do setor de sensores para câmeras da Toshiba

Por Redação | 04 de Dezembro de 2015 às 13h33

A Sony confirmou nesta sexta-feira (04) a compra do setor de sensores para câmeras digitais da Toshiba, uma conversa que já vinha acontecendo desde outubro e que, agora, chegou ao final. Por US$ 155 milhões, a empresa adquire todas as fábricas e maquinários de componentes da parceira, além de herdar todos os funcionários do setor, que agora passam a operar sob a subsidiária Sony Semiconductor Corporation.

A expectativa é que o negócio represente apenas uma mudança de marca e gerenciamento e não afete o quadro de funcionários, gere demissões ou mudanças de posicionamento. A aquisição deve ser concluída até o fim de março do ano que vem, com a Sony pretendendo manter todo o rol de clientes da Toshiba, em um negócio que não apenas representa um fortalecimento da fabricação, mas também um provável incremento no faturamento.

Essa dinâmica, inclusive, tem sido o grande método do CEO Kazuo Hirai desde que ele deixou a divisão PlayStation, considerada hoje a mais bem-sucedida da Sony, para assumir as operações globais da companhia. Diante de números abaixo do esperado em departamentos como mobile e televisores, o executivo iniciou um movimento de reestruturação que envolve não apenas cortes nos segmentos com baixo desempenho, mas também um grande investimento nas áreas que são consideradas chave para o crescimento.

A compra de parte da Toshiba é um exemplo disso. Além do já citado PlayStation, o setor de sensores para câmeras digitais é um dos que geram mais lucro para a Sony e conta com clientes de peso e alta demanda, como Apple, Xiaomi e Google. Os componentes da Sony estão disponíveis em boa parte dos dispositivos destas companhias e, com a aquisição do departamento correspondente na Toshiba, a ideia é que esse rol de clientes aumente ainda mais.

Mais do que isso, trata-se de uma aposta na ampliação do potencial para atender a demanda, principalmente depois de um bastante comentado, mas nunca confirmado, problema para atender aos pedidos da Apple e o estrondoso sucesso do iPhone 6. Com novas fábricas e funcionários, a Sony parece estar mais preparada para não passar mais por apertos. Tudo isso, porém, se trata apenas de especulação, já que não se conhecem exatamente os rumos que a companhia vai tomar daqui em diante, principalmente com relação ao próprio setor de smartphones, cheio de problemas e sempre rodeado de rumores sobre encerramento de atividades.

Fonte: Sony

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.