Sony apresenta lucro pequeno, mas favorável em trimestre cheio de problemas

Por Redação | 29 de Julho de 2016 às 11h47
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

Não foi um trimestre fácil para a Sony, com fatores econômicos e até catástrofes naturais entrando no caminho de um já sensível processo de recuperação e redução de custos. As coisas, entretanto, parecem ter dado certo no final de tudo. Na manhã desta sexta-feira (29), a Sony anunciou lucros de US$ 250 milhões, um total pequeno, mas que mostra que dias melhores podem estar por vir.

O total é mais de 70% menor que o registrado no mesmo período do ano passado. O faturamento total também teve queda de 11% na conta anual, chegando a US$ 15,6 bilhões no último trimestre. Entretanto, para a Sony, os resultados foram positivos, principalmente no que toca o andamento de seu programa de otimização de atividades e o trabalho focado em alinhar o setor mobile com as necessidades do mercado.

Deu certo e, pela primeira vez em muito tempo, o segmento apresentou lucro, mesmo que de pequenos US$ 4 milhões. Para a Sony, a movimentação em direção a aparelhos de alto padrão e o abandono dos setores de baixo e médio porte acabou gerando margens menores, levando ao resultado azul que, agora, a fabricante deseja melhorar.

Os lucros totais poderiam ter sido maiores na visão da Sony, mas foram prejudicados por tensões políticas, principalmente na União Europeia, com a saída do Reino Unido, e o fortalecimento de moedas internacionais, que levou a uma redução nos investimentos. Ainda, um terremoto que atingiu a cidade de Kumamoto, no Japão, danificou algumas fábricas da companhia e atingiu setores de fabricação de componentes e sensores para câmeras, com o esforço de recuperação também ajudando a deixar os resultados mais abaixo.

A grande estrela dos relatórios financeiros, novamente, foi o segmento PlayStation, que correspondeu a mais de 75% do faturamento total da empresa. Console mais vendido dessa geração, o PlayStation 4 chegou a 40 milhões de unidades comercializadas em março e, junto com seus jogos, acessórios e serviços online, apresentou um lucro operacional de US$ 427 milhões, mais do que o dobro registrado no ano passado. O faturamento foi de US$ 3,2 bilhões, com crescimento de 14,5%.

A perspectiva é de continuidade dos bons números no segmento, uma vez que os esforços de redução de custos também se aplicam aqui, com cortes nos gastos com marketing, uma vez que a Sony acredita que o PS4 já é uma plataforma estabelecida. Entretanto, a chegada do PlayStation VR, seus óculos de realidade virtual com previsão de lançamento para outubro, deve intensificar ainda mais o faturamento do setor, principalmente por servir como uma alternativa mais barata com a tecnologia.

A Sony também comemorou os resultados no setor de entretenimento doméstico e equipamentos de som, um dos grandes focos de uma nova linha de produtos que celebra seus 70 anos de existência. O faturamento, aqui, teve aumento de 85%. Os negócios de música, com gravadoras e serviços online, tiveram ganhos de 9%, enquanto a Sony Pictures culpou o fortalecimento de moedas estrangeiras pela perda de US$ 103 milhões, apesar do sucesso de longas como Angry Birds.

Fonte: Sony

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!