Sony anuncia queda de 10% em sua renda geral e culpa taxa de câmbio

Por Redação | 01 de Novembro de 2016 às 11h04

A Sony anunciou nesta terça-feira (01) seus resultados financeiros referentes ao segundo trimestre fiscal de 2016, que se encerrou em 30 de setembro, e preocupou os investidores. A receita geral da empresa sofreu uma forte queda de 10,8% - uma perda de US$ 16,7 milhões em relação ao mesmo período do ano passado.

E a empesa japonesa culpou a taxa de câmbio externa pelo tropeço financeiro. Segundo ela, tirando a taxa de câmbio da equação, a renda foi "essencialmente a mesma" no comparativo ano a ano. Mesmo assim, esse não é lá um bom indicador de que as coisas estão bem, já que a empresa não teria apresentado crescimento.

Outro fator que contribuiu para a queda na arrecadação foi o fraco desempenho da divisão de Semicondutores e Componentes, cuja atuação foi comprometida devido aos terremotos que assolaram a região de Kumamoto.

O problema de todas essas desculpas é que elas não podem ser aplicadas à divisão de Jogos e Serviços de Rede da Sony, que inclui o PlayStation 4 e a PlayStation Network. Ao todo, o segmento de games apresentou uma queda de 11,3% em vendas e a renda de operações recuou 20,6% em relação ao segundo trimestre de 2015. Ao todo, apenas 3,9 milhões de PS4 foram vendidos no período - 100 mil a menos que o mesmo trimestre do ano passado.

Apesar dos números fracos, a Sony manteve suas estimativas de vender 20 milhões de PlayStation 4 até o fim deste ano fiscal. Até agora, um total de 47,4 milhões de unidades do videogame foram despachadas para todo o mundo. Não foram fornecidas expectativas de vendas do PlayStation 4 Pro nem do PlayStation VR.

Via VG24/7

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.