Snapchat é acusado de fraudar números para aumentar seu valor de mercado

Por Redação | 05 de Janeiro de 2017 às 13h15

Um ex-funcionário do Snapchat está acusando a empresa de fraudar seus números de crescimento para enganar investidores e aumentar o seu valor de mercado antes da abertura de capital da companhia.

Anthony Pompliano era responsável pela equipe de crescimento do Snapchat, mas foi demitido apenas três semanas após sua posse por ter recusado participar dos alegados planos fraudulentos da companhia. Ele entrou com um processo judicial contra a rede social.

Antes de ir para a empresa da rede social do fantasminha, Pompliano tinha ocupado um cargo semelhante no Facebook. Na ação judicial, ele alega que foi contratado pelo Snapchat apenas pelo interesse da companhia em informações confidenciais do concorrente.

Ainda de acordo com os advogados do ex-funcionário, o Snapchat tentou manchar a sua reputação após a demissão. "Suas oportunidades foram comprometidas significativamente. Ele teve dificuldade em conseguir emprego", disse o advogado David Michaels. O defensor também diz que o fato da demissão acontecer de forma tão precoce é uma bandeira vermelha para futuros empregadores. "Acreditamos que quando eles fazem a consulta ao Snapchat, eles ouvem um monte de mentiras", completou.

O processo judicial visa impedir que o Snapchat prejudique as perspectivas de emprego de Pompliano, além do pagamento de danos morais. Parte da ação está coberta por um acordo de confidencialidade, mas o advogado acredita que os detalhes possam se tornar públicos em breve.

Em defesa da rede social, Mary Ritti, uma porta-voz da Snap, empresa-mãe do Snapchat, disse que o processo não tem mérito e é "totalmente inventado por um antigo funcionário descontente".

Abertura de capital

Fontes indicam que a Snap já pediu secretamente o registo da sua abertura de capital (IPO) na Comissão de Segurança e Câmbio dos Estados Unidos. De acordo com os rumores, o IPO da empresa pode ocorrer já em março de 2017 e tem potencial para se tornar um dos maiores do setor e da história recente.

A empresa espera levantar cerca US$ 4 bilhões com sua primeira oferta pública de ações, o que poderia colocar a avaliação da empresa entre US$ 20 bilhões e US$ 35 bilhões.

Se confirmados os valores, a oferta pública do Snapchat seria a maior desde a da companhia chinesa Alibaba, que levantou US$ 21,8 bilhões em 2014 com seu processo. Atrás apenas do IPO de US$ 81,2 bilhões do Facebook, em 2012.

Via Variety