Lenovo é acusada mais uma vez por falha de segurança

Por Redação | 04 de Julho de 2016 às 16h50
photo_camera scyther5

Depois de uma grande falha apontada no software de monitoração da Lenovo em maio, descobriu-se que os computadores da empresa podem estar ainda mais vulneráveis. O pesquisador de segurança Dymtro "Cr4sh" Oleksiuk identificou uma falha nos protocolos de segurança do Windows que poderia abrir espaço apra ataques diretos de hackers.

A brecha estaria relacionada com uma firmware de drivers copiada e colada a partir de dados fornecidos pela Intel. A Lenovo publicou uma nova de esclarecimento explicando que tentou contato com Oleksiuk antes da publicação e concordou com a sugestão de que os códigos teriam vindo da Intel. Embora não tenha empurrado a culpa diretamente para a montadora de chips, a Lenovo informou que está investigando a questão e desenvolvendo uma solução.

O especialista em segurança acrescentou uma teoria de que o código não seria um erro, mas uma "porta dos fundos". A falta de clareza na nota da Lenovo permite alguns questionamentos sobre essa possibilidade, por exemplo, que estão "determinando a identidade do autor original (dos códigos) porque eles não sabem o propósito que teriam".

Depois de ser acusada de instalar adwares há pouco mais de um ano e de deixarem os PCs mais vulneráveis com bloatwares, a questão de segurança parece estar se tornando urgente para a empresa. em vez de tentar abafar publicações, como ela tentou fazer com Oleksiuk, seria bem mais interessante para uma empresa que ocupa quase 20% do mercado investir em segurança e credibilidade.

Fonte Engadget

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!