Samsung Wallet deixa de funcionar no dia 30 de junho

Por Redação | 14 de Maio de 2015 às 15h43
photo_camera Mobile Expert

Os usuários do Samsung Wallet começaram a receber nesta semana emails da fabricante, informando sobre o fim do serviço. Após o dia 30 de junho, não será mais possível utilizá-lo para armazenamento de cartões fidelidade, ingressos para cinema ou shows, passagens aéreas ou diversos outros tíquetes com os quais o sistema é compatível.

Segundo a Samsung, a descontinuação do aplicativo não significa que ele vai parar de funcionar. Documentos antigos poderão ser consultados normalmente pelos usuários, enquanto reservas feitas até o dia 30 de junho – mesmo que elas sejam para acontecimentos após essa data – também poderão usar a funcionalidade. Depois, porém, estará encerrada a compatibilidade e os usuários deverão procurar outras alternativas.

Apesar de o nome do software indicar diretamente uma ideia relacionada a pagamentos, o Samsung Wallet não funciona bem assim. Equivalente da fabricante coreana ao Passbook, da Apple, o aplicativo foi feito para facilitar a vida dos usuários, concentrando no celular versões digitais de diversos documentos. Ao realizar check-in online em um voo, por exemplo, o dono de um smartphone da marca pode acessar o cartão de embarque diretamente no aparelho, sem precisar lidar com papel.

Com todas as letras, a Samsung culpou a falta de popularidade do aplicativo como motivo para seu término. Anunciado e lançado em 2013, o software teve dificuldades em ganhar tração e recebeu poucas atualizações desde sua chegada, com a fabricante falando pouco sobre ele. Justamente por isso, a empresa disse sentir que não seria capaz de manter a experiência de qualidade que deseja entregar a seus clientes e, por isso, optou por descontinuar a plataforma.

Mesmo não sendo exatamente a mesma coisa, a fabricante pede que os usuários do Wallet procurem agora o Samsung Pay, sua tecnologia que foi apresentada junto ao Galaxy S6 e permite que pagamentos sejam realizados diretamente pelo celular. O sistema pode ser usado em qualquer terminal de cartão que possua leitor magnético, ao contrário do Apple Pay, seu principal concorrente, que depende dos ainda pouco populares leitores NFC.

Não se sabe ao certo de que maneira o Samsung Pay vai substituir o Wallet, mas a ideia é de que o sistema não apenas vai armazenar cartões de crédito, mas também os tíquetes e documentos. Como o lançamento da plataforma está marcado para o começo do segundo semestre – ou seja, logo após o fim do serviço atual –, não deve demorar muito para que a gente conheça todos os detalhes.

Fontes: Samsung, SamMobile

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.