Samsung usa jornais dos EUA para se desculpar pelos problemas com o Note 7

Por Redação | 08 de Novembro de 2016 às 08h42

A Samsung decidiu investir mais um pouco de dinheiro em um esforço para tentar se redimir e recuperar a confiança dos seus consumidores, após o recall de milhões de Galaxy Note 7, sua linha de smartphones envolvida em inúmeros incidentes que resultaram em incêndios.

A fabricante sul-coreana comprou espaço de uma página inteira no The New York Times, Wall Street Journal e Washington Post – jornais de maior circulação dos Estados Unidos – para pedir desculpa pelos problemas causados pelo Note 7 e tentar tranquilizar todos que adquiririam ou irão comprar seus produtos.

Gregory Lee, presidente e CEO da Samsung Eletronics de toda a América do Norte, é o responsável pela declaração, para mostrar a posição da companhia frente aos recentes acontecimentos. Ele começa o texto admitindo que a fabricante não conseguiu oferecer o que tinha prometido e que ficou aquém da promessa de aparelhos com qualidade e seguros.

"Um importante princípio da nossa missão é oferecer o melhor e, recentemente, não cumprimos essa promessa, pelo que estamos muito arrependidos", afirmou no documento. “Não são apenas seus telefones, no entanto. A empresa também teve de emitir um recall para cerca de 3 milhões de máquinas de lavar, devido a tampas mal ajustadas que poderiam soltar e voar durante o uso”, menciona o executivo também no anúncio de desculpas.

O CEO ainda fala que todos os aspectos do Galaxy Note 7 incluindo hardware, software, fabricação e estrutura da bateria, ainda serão reavaliados e que a Samsung irá compartilhar as conclusões quando tudo estiver acabado, o mais rápido possível.

Para a Samsung a segurança continua sendo prioridade, a empresa está escutando os seus consumidores, ma Veja abaixo a declaração completa da Samsung publicada nos jornais:

Samsung pedido desculpas

Fonte: Engadget

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.