Samsung supera Apple e volta a ser maior vendedora de smartphones do mundo

Por Redação | 12 de Abril de 2017 às 09h32

A briga entre as fabricantes de smartphones segue bastante acirrada. Mantendo a velha tradição que já se prolonga por alguns anos, Apple e Samsung seguem disputando a liderança do mercado mundial e, com o fechamento do primeiro trimestre de 2017, eis que temos uma nova virada nessa alternância de poder. Graças a um bom desempenho nos últimos meses, a gigante sul-coreana voltou a despontar como a empresa mais importante do segmento.

Os dados são da companhia TrendForce, que analisou as vendas do mercado móvel em todo o mundo e revelou que 26,1% de todos os smartphones vendidos entre janeiro e março eram da Samsung — ou seja, mais de um quarto dos novos aparelhos do mundo. Isso fez com que a marca voltasse a superar a antiga líder, a Apple, que teve apenas 16,9% de participação no período.

Chegada do Galaxy S8 nas próximas semanas vem para alavancar ainda mais as vendas da Samsung

Esses números fazem uma virada significativa nas posições do ranking em relação ao que vimos nos últimos meses de 2016, quando o lançamento do iPhone 7 alavancou os resultados da Maçã e lhe garantiu o primeiro lugar, com 20,3% das vendas totais contra 18,5% da Samsung. Porém, parece que o novo ano trouxe também novos ares para a fabricante oriental, que viu o desempenho de sua linha Galaxy J alavancar expressivamente seus resultados.

E a tendência é que esse bom momento continue. Embora ainda falte alguns meses para o fim deste trimestre, é preciso lembrar que estamos a apenas algumas semanas do lançamento do Galaxy S8 e isso certamente vai desequilibrar a balança em favor da Samsung. As expectativas em torno do smartphone são altíssimas e as vendas não devem decepcionar — basta ver que, pelo menos na Coreia do Sul, o smartphone já quebrou os recordes de pré-venda da fabricante. Além disso, como não há nenhum iPhone planejado para o período, parece que essa batalha já nasceu ganha para a Samsung.

Já em relação aos demais membros da lista, as posições seguem inalteradas. As chinesas Huawei, OPPO e BBK/vivo se mantiveram com as respectivas terceira, quarta e quinta colocações sem grandes mudanças. Além disso, nem mesmo a participação delas no mercado teve grandes alterações, apresentando apenas uma leve queda em relação ao último trimestre do ano passado, o que representa uma estabilidade bastante cômoda. O curioso é notar como essas empresas que, em sua grande maioria, seguem exclusivas da China conseguem aparecer com uma participação de mercado tão expressiva — o que mostra a força do mercado local. Somadas, as chinesas produziram mais de 46% dos smartphones do mundo no período.

Outra presença importante no Top 6 da TrendForce é a LG, que fica na sexta posição do ranking. A empresa teve uma queda um pouco mais expressiva no número de aparelhos vendidos entre os últimos meses de 2016 e os primeiros de 2017. Ela deixou de ter uma média de 5,8% de participação de mercado para ocupar somente 4,6%, uma redução alarmante e que a companhia espera reverter com o lançamento do LG G6 nas próximas semanas.

Via: GSM Arena