Samsung solta vídeo pedindo desculpas pelo Note 7

Por Redação | 16 de Setembro de 2016 às 16h07
photo_camera Divulgação

A situação na Samsung não está fácil devido aos problemas com as explosões do Galaxy Note 7. A empresa anunciou um recall das unidades já vendidas do aparelho, assim como registrou quedas em seu valor de mercado em função da polêmica. Para completar, a divisão da empresa nos Estados Unidos lançou nesta sexta-feira um vídeo de desculpas sobre os incidentes.

Em uma atitude inusitada para a companhia, Tim Baxter, presidente e COO da Samsung Electronics America, aparece em um vídeo de dois minutos disponibilizado no site da empresa, endereçando o problema de bateria que causou 92 incidentes envolvendo explosões na bateria do Note 7.

“Com os defeitos na bateria em alguns dos nossos celulares Note 7, não atendemos ao padrão de excelência que vocês esperam e merecem. Por isso, pedimos desculpas, especialmente para aqueles que foram pessoalmente afetados por isso”, destacou Baxter.

Conforme explica Baxter no vídeo, a companhia já trocou cerca de 130 mil unidades do Note 7 nos EUA. Além disso, o executivo frisou para que os compradores do Note 7 interrompam o uso do aparelho e façam a troca por um modelo novo. No início desta semana, a Samsung e a CPSC, entidade regulatória nos EUA, oficializaram nesta o recall de 1 milhão de aparelhos Note 7. Além disso, o Departamento de Transportes dos EUA proibiu o uso e a recarga do Note 7 durante voos naquele país.

Para completar, Baxter afirmou que as unidades de substituição fornecidas pela empresa são completamente seguras e as reposições para os clientes do recall começam a partir da semana que vem.

Devido aos incidentes em terras internacionais, o lançamento do Note 7 foi suspenso no Brasil por tempo indeterminado. Neste meio tempo, a sucursal brasileira da multinacional enviou uma nota à imprensa para falar sobre os casos.

“Há pouco mais de uma semana, a Samsung Electronics anunciou um programa global de substituição para o Galaxy Note7 como medida preventiva devido a um problema com a célula da bateria. Desde então, estamos trabalhando arduamente para acelerar o envio dos produtos, a fim de concluir esse programa de troca, minimizando qualquer possível inconveniência para nossos clientes. Na semana passada, entendemos que nossos consumidores estão preocupados e queremos enfatizar a importância da troca do produto.

'Nossa prioridade número um é a segurança de nossos consumidores. Estamos pedindo aos usuários que desliguem seus Galaxy Note7 e o substituam o mais rápido possível', disse DJ Koh, presidente global da divisão mobile da Samsung Eletronics. 'Estamos acelerando a substituição dos dispositivos para que eles possam ser entregues por meio do programa de troca do modo mais conveniente possível e em conformidade com as regulamentações vigentes. Agradecemos sinceramente a nossos clientes pela compreensão e paciência.'

Mesmo havendo apenas um pequeno número de incidentes relatados, a Samsung está bastante atenta para oferecer aos clientes o suporte necessário. A Samsung identificou o lote afetado e interrompeu as vendas e remessas desses smartphones. Nós estamos também colaborando com as agências regulatórias nacionais.

Os clientes que possuem o Galaxy Note7 podem trocar seu aparelho atual por um novo, de acordo com a disponibilidade local. Recomendamos aos usuários do Galaxy Note7 que entrem em contato com o lugar de compra ou liguem para a central de atendimento indicada na região o mais brevemente possível.”

Quanto ao lançamento do produto no Brasil, o jeito é esperar.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.