Samsung pode lançar celular com tela que dobra ao meio

Por Redação | 16.09.2015 às 09:45

Um smartphone com tela efetivamente dobrável ao meio parece algo de um futuro distante, mas pode chegar às lojas já no ano que vem. Pelo menos, é isso o que afirmam uma série de rumores bizarros oriundos da China, mais especificamente de gente ligada à Samsung. Segundo as tais fontes, a companhia já estaria testando um modelo com essa característica e o lançamento estaria marcado para janeiro do ano que vem.

Tecnicamente, não se trata de um celular com flip, como tantos que existiam no passado, apesar de se parecer com um. O dispositivo em questão seria o primeiro a chegar ao mercado com uma tela efetivamente dobrável, podendo reduzir seu tamanho físico pela metade antes de ser armazenado no bolso do usuário.

Esse, porém, não seria o Samsung Galaxy S7 nem nenhum outro modelo consagrado da marca sul-coreana, e sim marcaria o início de uma nova categoria de dispositivos. Existe a possibilidade, ainda, de que o aparelho com tela dobrável tenha um lançamento localizado, apenas em território chinês ou na Coreia do Sul, como já aconteceu antes com o Round, smartphone com display circular que nunca deixou a terra-natal da fabricante.

O suposto aparelho chegaria ao mercado em duas versões, com processadores Snapdragon 820 ou 620, o que indica a possibilidade de um modelo mais barato. Dentro, estariam 3 GB de memória RAM e uma bateria não-removível, além de características padrões para aparelhos da marca, como um slot para cartão microSD que expandiria a memória interna do dispositivo.

A ideia de criar um smartphone com tela dobrável, porém, já data de 2008. Naquele ano, a Samsung exibiu, em vídeo, um protótipo de aparelho bastante semelhante a um livreto. Rodando o sistema operacional Android, o dispositivo funcionaria tanto aberto quanto fechado, contando com uma segunda tela na parte de fora além da dobrável, interna.

O conceito aqui, porém, é um pouco diferente. Em vez de entregar um aparelho de tamanho menor, a ideia é fazer a ponte entre um smartphone e tablet. Em vez das telas gigantes dos phablets a que estamos acostumados, o objetivo seria criar um dispositivo flexível e versátil, que dobrasse de tamanho quando aberto na mesma medida em que poderia ser carregado no bolso como um celular convencional.

Não se sabe ao certo se os rumores, se verdadeiros, levarão adiante tal conceito. A Samsung não se pronunciou sobre o assunto e a data de lançamento parece um pouco irreal para um produto de tal categoria. Se o lançamento for segmentado, por outro lado, é possível que a gente ouça falar do dispositivo pouco antes de seu lançamento. Até lá, só resta aguardar para ver.

Fontes: SamMobile, Mashable