Samsung pode anunciar segundo recall do Galaxy Note7

Por Redação | 07.10.2016 às 09:31 - atualizado em 07.10.2016 às 09:42

Tudo parecia caminhar bem depois de a Samsung aparentemente ter solucionado o problema dos Galaxy Note7 e reiniciar as vendas do modelo. E aí um Note7 pegou fogo durante um voo nos Estados Unidos, reacendendo o debate sobre o que raios está acontecendo com a fabricante sul-coreana e por que os aparelhos da marca não param de explodir.

Para piorar ainda mais as coisas, o CPSC, órgão norte-americano encarregado de recalls no país, disse ter retomado as investigações sobre o Note7, o que pode forçar a Samsung a iniciar uma nova rodada de recalls. Para Pamela Gilbert, que já foi diretora executiva da entidade, caso seja confirmado que o phablet que pegou fogo durante o voo nos EUA é uma unidade pós-recall, então "deve haver um novo recall". "Isso não parece certo", opinou a executiva.

Ouvida pela Bloomberg, Nancy Nord, ex-presidente do órgão, corroborou a opinião da colega e ressaltou que um produto sofrer dois recalls é extremamente raro. No caso da Samsung, entretanto, é algo provável de acontecer. "Isso está além do que podemos considerar por uma aberração", lamentou.

Embora tenha dito durante a divulgação de seu relatório financeiro nesta quinta-feira (06) que o primeiro recall do Note7 não afetou seu caixa, a confirmação de uma segunda rodada de troca de aparelhos pode não só impactar as contas negativamente, como afetar a reputação e imagem da sul-coreana em definitivo.

Via Bloomberg