Samsung pede que usuários do Galaxy Note 7 desliguem imediatamente o aparelho

Por Joyce Macedo | 10 de Setembro de 2016 às 12h16

Um dia após uma agência do governo dos Estados Unidos ajudar a Samsung na divulgação do recall do Galaxy Note 7, a empresa sul-coreana publicou um novo comunicado oficial neste sábado (10) pedindo que seus clientes deixem de usar o smartphone imediatamente.

"Nossa prioridade número um é a segurança dos nossos clientes. Estamos pedindo aos usuários para desligar o Galaxy Note 7 e trocá-lo o mais rápido possível", disse DJ Koh, presidente da divisão mobile da Samsung. "Estamos oferecendo aparelhos substitutos para que possam ser fornecidos por meio do programa de troca da forma mais conveniente possível e em conformidade com nosso regulamento. Agradecemos nossos clientes por sua compreensão e paciência."

Até a semana passada, 35 casos de problemas relacionados à bateria do Note 7 já haviam sido relatados e, antes de bloquear as vendas do gadget, 2,5 milhões de unidades haviam sido comercializadas. Internautas e usuários relataram que os smartphones pegaram fogo de repente. Este problema fez com que a Samsung suspendesse as vendas, fizesse um recall e atrasasse o lançamento em alguns mercados, como o Brasil, por exemplo.

"Apesar de haver apenas um pequeno número de incidentes reportados, a Samsung está tomando muito cuidado para oferecer aos clientes o apoio necessário", explicou a Samsung. "Estamos realizando uma inspeção completa com os nossos fornecedores para identificar possíveis baterias afetadas no mercado onde os produtos já foram vendidos."

Fonte: Samsung