Samsung está investindo US$ 14 bilhões em nova fábrica de semicondutores

Por Redação | 08.05.2015 às 14:18
photo_camera Vida Movel Blog

A Samsung pode não estar passando por um bom momento no segmento de smartphones, conforme revelaram os últimos relatórios financeiros da empresa. No entanto, a empresa sul-coreana está investindo pesado no negócio de semicondutores, onde, aparentemente, tem encontrado pouca concorrência.

A empresa está investindo US$ 14,3 bilhões na construção de um novo complexo de produção de componentes essenciais para a indústria eletrônica. A nova indústria é quase tão grande quanto as duas maiores fábricas de semicondutores da Samsung juntas. Para se ter uma noção mais correta do tamanho do complexo, ele possui a dimensão de 400 campos de futebol.

Certamente que a expansão da Samsung na fabricação de componentes para a indústria eletrônica irá consolidar ainda mais a posição de importância da sul-coreana no setor como fornecedora. A decisão de construir uma nova fábrica só irá confirmar a tendência de que a Samsung continuará sendo uma das líderes dominantes do segmento, que é complexo demais para a entrada de empresas inexperientes.

Diferentemente do mercado de smartphones, onde companhias como Huawei e Xiaomi têm sido capazes de trabalhar com lucros baixos e, por isso, comprometeram os negócios da Samsung nesta área. Além do mais, o custo de entrada para a construção de semicondutores tem aumentado, o que solidifica a posição das empresas que atualmente já trabalham neste segmento.

A tecnologia na fabricação de semicondutores e componentes eletrônicos tem evoluído rapidamente com os engenheiros diminuindo cada vez mais os limites de tamanho e design dos chips. A crescente procura das empresas por estes componentes também tem agravado o aumento dos custos para fabricação.

"A história mais importante em longo prazo [para a Samsung] são os componentes", declarou o analista Mark Newman no mês passado. Newman baseou-se no resultado trimestral mais recente divulgado pela Samsung, que mostrou que as vendas de smartphones caíram 20%, enquanto que o lucro operacional de sua divisão de semicondutores subiu 50%.

Ainda que a Samsung continue sendo a maior fabricante de smartphones do mundo em termos de volume, o seu negócio de semicondutores é o segundo maior, somente atrás da Intel. Outro ponto positivo para a sul-coreana, neste sentido, é que a Apple ainda conta com a Samsung como fornecedora de seus processadores.

O novo complexo que a Samsung está construindo está programado para iniciar suas produções em 2017.

Fonte: ETNews

Fonte: http://www.theverge.com/2015/5/8/8572349/samsung-semiconductor-factory-14-billion