Samsung é processada após explosão de Galaxy S7 Edge

Por Redação | 11 de Setembro de 2016 às 18h09
photo_camera Divulgação

A situação não está nada fácil para a Samsung, líder em vendas globais de smartphones. Após a divulgação de um recall para todos os usuários do seu modelo topo de linha Galaxy Note 7 e um pedido para os usuários pararem de usar seus dispositivos, agora um escritório de advocacia está processando a empresa pela explosão de outro modelo topo de linha, o Galaxy S7 Edge.

A Samsung revelou o que estava causando as explosões das baterias dos Galaxy Note 7 e reiterou que o problema era limitado ao a esse aparelho. No entanto, agora a empresa está sendo processada por um Galaxy S7 Edge que alega-se que tenha explodido e causado queimaduras de terceiro grau no usuário. Não há relatos generalizados de um problema similar de bateria em aparelhos desse modelo, além disso, o fato teria ocorrido no dia 30 de maio, antes mesmo do problema do Note 7 ter sido anunciado.

Daniel Ramirez, autor da ação, disse que seu S7 Edge pegou fogo em seu bolso enquanto ele trabalhava em uma obra de uma livraria em Ohio, Estados Unidos. Agora, um processo foi aberto contra a Samsung, solicitando que a empresa tome alguma providência quanto à segurança das baterias dos Galaxy S7 Edge, devido ao acidente causado por pelo menos um dos seus telefones. A empresa que entrou com a ação em nome de Ramirez incentiva outros donos do modelos do telefone a entrar em contato com eles e se juntar ao processo.

O processo afirma que Ramirez tinha seu S7 Edge no bolso da calça todo o tempo, e assim que começou o seu serviço, ele passou a emitir sons, vibrar e soltar uma estranha fumaça. O usuário se deu conta de que havia algo errado e colocou a mão no bolso para retirar o aparelho de suas vestes. Nesse momento, Ramirez sofreu queimaduras em sua mão direita, pois o aparelho explodiu ainda dentro do bolso, causando queimaduras de segundo e terceiro grau também em seu corpo. O escritório de advocacia liberou algumas fotos do ocorrido.

S7 Edge Queimado

Aparelho destruído pela explosão. Reproução: ClassAction.com

Perna queimada

Perna de Remirez após cirurgia de emergência. Reprodução: ClassAction.com

É importante mencionar que em todos os relatórios de explosão do Galaxy Note 7, sempre houve algo em comum: o aparelho estava sendo carregado quando aqueceu demais e explodiu. Assim, ainda não se pode ter certeza do que ocorreu quando o S7 pegou fogo no bolso do seu usuário, situação completamente diferente dos outros casos. Por enquanto a Samsung ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Via: SamMobile, ClassAction

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.