Samsung deve fornecer 60% das telas OLED dos próximos iPhones

Por Redação | 17 de Maio de 2016 às 09h20

As telas OLED parecem ser o futuro dos dispositivos móveis. Isso porque as telas que empregam a tecnologia apresentam cores mais precisas e uma eficiência significativa no consumo de energia. Nos próximos anos, essa tecnologia deve atingir níveis de eficiência de energia semelhantes a de telas LCD, mesmo durante a exibição de brancos. Com isso em vista, a Apple ficou interessada em utilizar a tecnologia em seus futuros iPhones.

Rumores já nos mostram que Cupertino deverá encomendar 100 milhões de telas OLED de sua rival, a Samsung. Agora, o presidente e analista-chefe da UBI Research, Lee Choong-hoon, afirma que a Samsung irá fornecer 60% dos painéis OLED para o iPhone que será lançado em 2018. Outra grande empresa do mercado asiático, a LG, ficará com cerca de 20% a 30% da demanda, enquanto o restante das telas OLED serão produzidas pela Japan Display e Foxconn.

O analista palpita que a Apple deverá investir em telas curvas em seus próximos modelos de iPhones, semelhante ao que sua concorrente Samsung já faz com o modelo Edge, da linha Galaxy. De acordo com Lee, 30% dos iPhones produzidos em 2018 terão tela curva. Esse número deverá chegar a 80% até o ano de 2020.

De qualquer forma, alterar a tecnologia utilizada na tela de seu principal produto certamente foi uma discussão muito bem resolvida. A eficiência no consumo de energia das telas OLED ajudaria muito na redução da drenagem da bateria dos iPhones, algo tão criticado nesses smartphones.

Via SamMobile

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.