Samsung anuncia nova geração de microSDs com o dobro de velocidade da atual

Por Redação | 07.07.2016 às 11:51

A Samsung tem uma relação um tanto quanto estranha com cartões microSD. Ao mesmo tempo em que ela corta o suporte a esses acessórios em alguns de seus smartphones, como aconteceu com o Galaxy S6, a empresa aposta em uma nova geração de cartões. E não são quaisquer cartões, já que os novos modelos são equipados com um tipo de tecnologia inovadora que mostra que a empresa ainda acredita no formato. Ou quase isso.

De acordo com a gigante sul-coreana, os novos cartões utilizam o chamado UFS 2.0, um novo padrão que promete oferecer um desempenho muito melhor do que o encontrado nos cartões atuais, que utilizam o padrão eMMC 5.0 e 5.1. Tanto que a empresa afirma que o modelo de 256 GB, o maior da linha recém-anunciada, é capaz de manter uma taxa de leitura de 530 MB por segundo — ou seja, o equivalente à velocidade oferecida por um drive SSD SATA.

Já em termos de gravação de dados, a velocidade é um pouco menor, mas continua acima da média atual do mercado. Com seus 170 MB por segundo, o novo microSD UFS consegue ser duas vezes mais rápido do que o cartão mais rápido disponível atualmente no mercado. A Samsung não revelou quando ele chegará às lojas, mas prometeu disponibilizar versões de 32, 64, 128 e 256 GB. O preço também não foi revelado.

Além disso, como explica o site Slash Gear, o UFS 2.0 traz melhorias significativas em relação à tecnologia anterior. Isso porque a geração anterior de cartões trazia sua memória atrelada à do dispositivo utilizado, o que limitava seu potencial. Com o novo formato, porém, isso não acontece, permitindo que sua velocidade alcance marcas impressionantes e ultrapasse qualquer modelo disponível atualmente no mercado.

O único porém é que, por mais promissor que os novos cartões da Samsung sejam, eles ainda não são compatíveis com nenhum dispositivo existente. A empresa já havia dado a entender que eles seriam exclusivos de uma nova geração de aparelhos, principalmente quando disse que o UFS 2.0 iria beneficiar sobretudo aparelhos de alta resolução, como câmeras de realidade virtual, drones e equipamentos profissionais. Porém, há sempre a expectativa de que a fabricante traga o suporte também a seus smartphones, ainda mais com o Galaxy Note7 chegando.

Via: Slash Gear