Resistência à agua: Faltou inovação para o iPhone 7?

Por Redação | 07 de Setembro de 2016 às 20h00

Nesta quarta-feira (7) finalmente o iPhone 7 foi apresentado ao público, e para além de todas as suas melhorias, um detalhe merece atenção especial. Um dos destaques do novo aparelho da Apple é sua certificação IP67, o que significa que o smartphone é resistente à poeira e a pequenas imersões à água (até um metro de profundidade).

Evidentemente todos já aguardavam por isso na nova versão do dispositivo, já que a tecnologia à prova d'água vem sendo amplamente utilizada há alguns anos. O que muitos não entendem é o porquê da demora da gigante de Cupertino em lançar um dispositivo com esse tipo de proteção.

Para se ter dimensão de quanto tempo faz que as fabricantes começaram a investir em gadgets capazes de sobreviver a chuvas ou quedas no vaso sanitário, em 2005 um dos primeiros modelos foi lançado no Japão: o Casio Canu 502S. Claro que suas funcionalidades eram bastante diferentes do que vemos hoje, mas isso significa que há pelo menos 11 anos as companhias já pensavam em oferecer ao público mecanismos para driblar acidentes com água.

Galaxy S7 afogado

Depois disso, outras fabricantes passaram a trabalhar em suas próprias versões, como a Sony, Nokia, Fujitsu e Samsung, mas a revolução da forma que conhecemos atualmente veio com o lançamento do Xperia Z, anunciado em janeiro de 2013, e desde então uma série de opções começaram a aparecer no mercado. O que todos estranhavam é que enquanto algumas gigantes da tecnologia trabalhavam em aparelhos cada vez mais sofisticados e com resistência à água, a Apple, até 2015 não falava sobre o assunto.

Interessante notar que não são apenas aparelhos top de linha que vêm equipados com a selagem. Diversos intermediários disponíveis ao público, como o Xperia M4 Aqua, Galaxy S5 New Edition e o Moto G 3, já contam com a proteção IP67, mostrando que a Apple pode ter pecado em inovação.

iPhone 7

Seja como for, antes tarde do que nunca, concorda? O fato é que para um aparelho tão aguardado, e pela tecnologia ter sido implantada tão tardiamente, esperava-se uma certificação IP68, como a do Galaxy S7, Note7 ou do Sony Xperia Z5. Enquanto a classificação IP67 garante proteção em imersões de até um metro, a IP68 significa que o aparelho pode suportar longos períodos dentro d'água.

De qualquer forma, ao menos a Maçã optou, finalmente, por redesenhar o iPhone para que tudo possa ficar no seu devido lugar em casos de acidentes. Só é importante não abusar da sorte e não se esquecer do aparelho em seu bolso durante algumas horas na piscina.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.