Raríssima, placa mãe do Apple I será leiloada com documentação completa

Por Redação | 22 de Agosto de 2016 às 10h11

Em 2014, dois exemplares do raríssimo Apple I foram vendidos em leilões, sendo que um chegou ao teto de US$ 905 mil, enquanto o segundo atingiu o valor de US$ 1 milhão. Agora, será leiloada pela CharityBuzz a placa mãe do “Celebration” - modelo extremamente raro deste computador pessoal primitivo que foi desenhado por Steve Wozniak para uso próprio, e depois foi reproduzido e comercializado pela Maçã, revolucionando o universo da tecnologia e também a sociedade atual.

Quem vencer o leilão receberá a placa PCB pintada de verde e soldada manualmente, que virá com extras ainda mais raros do que a própria máquina: interface de cassete e cassete BASIC, documentação completa, material promocional, manual de instruções e fonte de energia. A empresa que está realizando o leilão espera conseguir US$ 1 milhão com a venda, mas, apesar de o leilão acabar na próxima quinta-feira (25), o maior lance dado até o momento não passa dos US$ 500 mil.

PCB do Apple I

A foto mostra tudo o que o vencedor do leilão receberá juntamente com a raríssima PCB do Apple I "Celebration" (Reprodução: Divulgação)

Corey Cohen, historiador e especialista em produtos antigos da Apple, crê que a placa do “Celebration” tenha sido um protótipo ou uma placa experimental, nunca tendo sido comercializada. É possível ainda que a máquina que contou com a placa que está sendo leiloada tenha sido montada por Wozniak, Daniel Kottke, ou ainda pelo próprio Steve Jobs, mas ninguém sabe ao certo pelas mãos de quem a “Celebration” nasceu. Seu dono original não pôde ser confirmado, mas os leiloeiros acreditam que a placa pertenceu a um antigo funcionário da Apple. Em 1977, a PCB caiu nas mãos de uma pessoa cuja identidade também é desconhecida, e o dono atual (que colocou o item no leilão) tomou posse da antiguidade no ano 2000 pagando US$ 18 mil pela aquisição.

O Apple I foi exibido pela Apple em 1976 e posto à venda no mesmo ano por US$ 666,66 - uma verdadeira fortuna para a época. Foram produzidas cerca de 200 unidades e, diferentemente dos outros computadores pitorescos que estavam em produção naquela década, que eram vendidos como kits, o Apple I era composto pela placa de circuito impresso totalmente montada, contendo cerca de 30 chips. Para montar, de fato, o computador, o usuário precisava acrescentar um gabinete, fonte de energia, teclado e monitor, além de uma placa de expansão opcional que continha uma interface para cassetes, que eram usados para armazenar os dados e os programas. Descontinuado em março de 1977, o Apple I foi substituído pelo Apple II, que trouxe capacidades gráficas e de som e, a partir daí, o mundo nunca mais seria o mesmo graças ao avanço dos computadores pessoais.

Saiba mais sobre a PCB do Apple I "Celebration" no vídeo abaixo (em inglês):

Fonte: CharityBuzz