Qualcomm processa quatro fornecedoras da Apple pelo não pagamento de royalties

Por Redação | 17 de Maio de 2017 às 16h13

Nesta quarta-feira (17), a Qualcomm anunciou ter entrado na justiça contra a Foxconn Technology, a Pegatron, a Wistron e a Compal Electronics, todas fornecedoras da Apple, pelo não pagamento de royalties. Para quem não se lembra, em janeiro deste ano a Maçã processou a Qualcomm por suposto superfaturamento na compra de chips.

Em documentos apresentados ao Tribunal Federal de San Diego, a Qualcomm alega que as quatro fabricantes se recusaram a pagar taxas de licenciamento sobre a propriedade intelectual da empresa. Todos os fornecedores contratados pela Apple têm acordos de licença de patentes com a Qualcomm. Normalmente, a Apple reembolsa os royalties pelas tecnologias patenteadas no iPhone e no iPad, mas a gigante de Cupertino bloqueou os pagamentos no mês passado. A Qualcomm, que está pedindo US$ 1 bilhão como indenização por danos, disse que sua ação judicial foi movida em resposta direta à decisão da Apple.

"A Apple está definitivamente por trás disso. [...] Apesar de não contestarem as suas obrigações contratuais de pagar pelo uso das criações da Qualcomm, as fabricantes dizem que devem seguir as instruções da Apple de não pagar", disse a Qualcomm em comunicado. "Nossa resposta é que você é uma empresa grande e sofisticada. Você tem obrigações contratuais. Você tem contratos de licença conosco que não envolvem a Apple. Você é responsável por pagar isso", completou.

A ação legal da Qualcomm está além do que alguns analistas esperavam. Na semana passada, a Bloomberg informou que a Qualcomm pediria à Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos que emitisse uma liminar proibindo as importações do iPhone.

Via DigitalTrends