Próximo iPhone pode ter tela curvada

Por Redação | 24 de Junho de 2015 às 13h54

Patentes registradas pela Apple funcionam mais como uma medida de proteção de tecnologia, para que a empresa possa proteger suas próprias invenções, do que como indicações do que está por vir. É claro que as ideias acabam dando as caras nos aparelhos mais cedo ou mais tarde, mas nunca tão rapidamente quanto apontam os novos rumores relacionados à empresa, que afirmam que ela já estaria em contato com a LG para a produção de displays flexíveis para futuras gerações do iPhone.

A empresa coreana é uma das principais fornecedoras de telas para os aparelhos, em uma parceria que já dura alguns anos. E, agora, ela e a Apple estariam trabalhando juntas para trazer ao mundo real uma patente registrada em março, que faz referência ao uso de telas OLED flexíveis que possam exibir informações não apenas na parte da frente, mas também nas laterais do aparelho.

Pense em algo mais ou menos como o Galaxy S6 Edge, da Samsung, só que com um pouco mais de funcionalidade. A ideia da patente exibe uma forma de permitir que atalhos sejam exibidos nas laterais do iPhone de acordo com o que está sendo feito pelo usuário. Os botões de volume, por exemplo, poderiam se tornar digitais, enquanto ícones de aplicativos em segundo plano e outros recursos do sistema também poderiam aparecer ali.

A LG não seria a única empresa com quem a Apple estaria trabalhando para esse fim, já que as fontes responsáveis pelos rumores indicam que ela está em contato “com diversas grandes fornecedoras coreanas”. Não é muito difícil imaginar quem estaria por trás disso, e alguns especulam que até a própria Samsung poderia estar participando das negociações.

Os desenvolvimentos de algo desse tipo, porém, devem demorar e a aposta é que os primeiros aparelhos com essa funcionalidade cheguem ao mercado apenas em 2018. É tempo suficiente não apenas para que os fornecedores criem as telas curvadas, mas também para que desenvolvedores de aplicativos e também da própria Apple trabalhem nas funcionalidades para tudo isso, já que de nada adianta termos um avanço desse tipo sem o software adequado.

A Apple, é claro, não falou sobre o assunto, assim como as outras empresas supostamente envolvidas na questão. A Maçã normalmente mantém o silêncio quanto a rumores e especulações relacionadas a seus novos produtos, principalmente quando se trata de uma inovação desse calibre. O jeito é aguardar para ver.

Fonte: Phone Arena

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.