Agência de classificação de risco vai rebaixar Microsoft após compra do LinkedIn

Por Redação | 14.06.2016 às 15:10

A compra do LinkedIn pela Microsoft pode fazer com que a gigante de Redmond seja rebaixada pela Moody's, uma das três maiores agências de classificação de risco de crédito do mundo. Isso porque a classificação da Microsoft foi colocada em revisão após a empresa pagar US$ 26,2 bilhões pela rede social.

A decisão sobre o rebaixamento ainda não está tomada mas, caso o faça, a agência afirma que será em apenas uma nota. A Moody's explica que o financiamento integral da operação irá dobrar a relação Dívida bruta/ EBITDA da Microsoft. “Essa alavancagem seria 1,5 vez maior do que o patamar que pressionaria o rating da companhia, previsto anteriormente pela agência”, afirmou a Moody’s.

Ponderando que não deve ser suficiente para evitar o rebaixamento, a agência não deixa de destacar o lado positivo da operação, que dará à Microsoft benefícios significantes no seu setor de computação em nuvem.

Para concluir a revisão e analisar se rebaixará a empresa, a Moody's ainda vai se debruçar sobre outros benefícios estratégicos e as oportunidades de monetização das ofertas de software da rede social sob o comando da Microsoft. “A revisão também considerará o plano da Microsoft, se existir algum, para reduzir sua alavancagem baixo de 1,5 vez ao mesmo tempo que mantém sua posição de caixa”, destacou a agência.

Fonte Valor Econômico