Pode ser que 4 milhões de Bitcoins tenham sido perdidos para sempre

Por Redação | 27 de Novembro de 2017 às 18h13

É possível que entre 17 e 23% de todos os Bitcoins já emitidos tenham sido perdidos para sempre. Ao menos é o que revela um estudo conduzido pela Chainalysis, empresa que analisa dados da moeda virtual. Segundo a pesquisa, algo entre 2,78 e 4 milhões de Bitcoins foram afetados com a perda de suas chaves privadas.

As moedas perdidas seriam, em sua maioria, parte das emissões iniciais feitas na rede, na época em que cada unidade da moeda valia centavos. Atualmente, a Bictoin chegou a valer US$ 9 mil. Usando uma metodologia própria para a pesquisa, que não foi revelada pela Chainalysis, a empresa concluiu que nenhum Bitcoin minerado em 2017 foi perdido, sendo que somente 4% daqueles usados para investimentos estratégicos de compra e venda foram desperdiçados.

Como consequência de tudo isso, é possível que o mercado sinta um forte impacto, com ofertas e demandas prejudicadas. "Essa é uma questão muito complexa. Por um lado, os cálculos diretos sobre o limite de mercado não levam em consideração as moedas perdidas. Considerando o quão altamente especulativo este campo é, esses cálculos do limite de mercado podem transformá-lo em modelos econômicos do mercado que influenciem a atividade de gastos ", declarou Kim Grauer, economista sênior da Chainalysis.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O executivo também acredita que "o mercado se adaptou à demanda real e ao fornecimento disponível, bastando olhar para o comportamento do câmbio". Ainda, "é bem conhecido o procedimento de política monetária de diminuir ou aumentar as reservas fiduciárias para impactar as taxas de câmbio", opinou Grauer.

Fonte: Fortune

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.