Petição repudia postura da Microsoft em relação à atualização do Windows 10

Por Redação | 06 de Junho de 2016 às 20h15

Uma petição aberta na última sexta (3) no Change.org pede para a Electronic Frontier Foundation, fundação americana de defesa da liberdade de expressão, investigar as ações da Microsoft em relação à atualização dos sistemas antigos para Windows 10.

Em poucas horas, a solicitação já tinha quase 500 adeptos que demonstraram grande insatisfação com o posicionamento da empresa, classificado como agressivo e antiético. Segundo o autor da petição Todd Kleinpaste, os usuários estão sendo levados de forma enganosa ou forçada a fazerem o upgrade. Outra queixa de Kleinpaste foi em relação às configurações de telemetria do Windows e da política da Windows Store.

O usuário Alan Pugh acusa a Microsoft de ter ido longe demais. "Um PC remoto foi atualizado sem o meu consentimento causando uma queda na rede, deixando o computador inútil para mim", explica.

A "ofensiva" da Microsoft começou antes mesmo do lançamento do Windows 10 em julho de 2015, com o app (GWX) nos sistemas 7 e 8.1, que ficaria lembrando o usuário o tempo todo de assinar a lista de espera da atualização que viria. Depois do lembrete de upgrade, o GWX passou a baixar os arquivos de instalação e, finalmente, executar a última manobra da Microsoft: agendar e rodar automaticamente a atualização.

Como o período de atualização gratuita acaba no dia 29 de julho, é esperado quea Microsot bloqueie o GWX, impedindo a auto-execução. A empresa se recusou a confirmar a informação.

A Electronic Frontier Foundation ainda não se pronunciou em relação à petição, que você acessa aqui.

Via PC World

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!