Pesquisa revela tendências no mercado de trabalho brasileiro de tecnologia

Por Redação | 30.04.2015 às 08:54

Uma pesquisa realizada pelo Freelancer.com, plataforma de mercado de trabalho independente e crowdsourcing, traçou um panorama de tendências para o mercado de trabalho de tecnologia no Brasil. De acordo com o levantamento realizado entre janeiro e março deste ano, profissionais de marketing estão apostando em alternativas ao Facebook, a Apple vem ganhando mais espaço com o lançamento do Apple Watch e serviços ligados a conteúdo continuam sendo bastante procurados.

Segundo os números registrados no site, os profissionais de marketing estão mais rigorosos com relação à seleção das atividades que envolvem as redes sociais. A área de Marketing em Social Media cresceu 8%, com 4.650 projetos, e a de Redes Sociais teve alta de 5%, com 5.262. O ritmo é mais lento em relação aos trimestres anteriores.

De acordo com a análise do site, a principal causa disso é a mudança do algoritmo do Facebook, que afeta o trabalho dos profissionais de marketing que passavam horas promovendo a busca orgânica na rede. Segundo o levantamento, apesar do Facebook ter divulgado 1,390 milhão de usuários ativos mensais, os trabalhos relacionados à companhia de Mark Zuckerberg registraram baixa de 2%, o que levou a menos pedidos de anúncios e, consequentemente, alta nos preços da publicidade como forma de compensação.

Os analistas da indústria agora sugerem aos profissionais alternativas ao Facebook, como a criação de suas próprias ferramentas sociais de relacionamento, incentivando as pessoas a interagirem com o seu site. O Freelancer.com conta com muitos designers de interface de usuário cadastrados e que estão sendo muito procurados agora (17,5% a mais que no trimestre anterior).

Em 2014, os projetos ligados ao Pinterest cresceram bastante graças à perspectiva em torno dos pins pagos e novos recursos para suportar um maior engajamento dos usuários. No primeiro trimestre, a alta foi lenta e constante de 6% com 1.745 projetos.

O Twitter teve baixo cadastro de projetos, apenas 3.766, com alta de 0,7% no trimestre. A causa desse tímido crescimento estaria atrelada à quantidade de contas falsas, altos níveis de spam (mais de 10%, em relatórios recentes) e notícias recentes sobre a má gestão de spam. O próprio microblog divulgou que sua média do número de usuários mensais caiu 4 milhões nos últimos três meses de 2014, atingindo a marca de 288 milhões de usuários.

As notícias em torno do Twitter não são somente ruins. A expectativa da oportunidade do uso do “streaming” para o marketing e as habilidades de lidar com o app Periscope — recentemente adquirido pelo Twitter — permitirá que tanto empregadores, como agências de notícias, departamentos de marketing e empresas de viagens contratem freelancers de todo o mundo para transmitir o que está acontecendo nos lugares que são de interesse e ajudam a envolver os consumidores.

Já no mercado de trabalho envolvendo os dispositivos móveis, a Apple ganhou terreno nos últimos três meses, principalmente devido à visibilidade gerada pelo lançamento do relógio inteligente Apple Watch. Houve cerca de 45 mil projetos de apps móveis para o ecossistema da empresa no primeiros trimestre de 2015, com um aumento global de 17,4% trimestre a trimestre. Os trabalhos ligados à plataforma iOS estão ganhando ritmo, com aumento de 17,7%, num total de 12.246 projetos. Apesar disso, o Android ainda mantém a liderança, com total de 14.831 vagas e um crescimento de 14,3%.

Com relação ao conteúdo, o mercado de trabalho tem buscado ainda mais o material especializado para atrair o tráfego e os negócios através da busca orgânica de SEO. Essa mudança de comportamento também é um reflexo da alteração do alcance do Facebook, que tem feito com que as empresas busquem por outras alternativas de visibilidade.

Neste trimestre, também houve aumento de oportunidades de trabalho ligadas a eBooks (com 43% e 1.943 projetos), escrita criativa (41%, com 18.877 projetos), conteúdo escrito (26%, com 7.650) e ghostwriting (23%, com 8.514) todos em ritmo acelerado de crescimento. Redação por e-mails, campanhas e websites também estão em ascensão (com 15% e 10.418). Acompanhando este aumento, há também alta nos trabalhos de revisão (de 20%, com 3.351) vindos de redatores e produtores de conteúdo que procuram terceirizar a tarefa.

Os empregos relacionados com o visual de marcas também registraram alta significativa. Identidade visual corporativa continua a aumentar (com 37% e 1.953 projetos), assim como design de brochura (23%, com 2.702) e design de logos (18%, com 18.043).

Revistas audiovisuais e vloggers estão mostrando o valor em alternativa à narrativa visual. A expectativa é que a produção de conteúdo de vídeo aumente ao longo de 2015. Edição de vídeo (15% com 1.239 projetos) e serviços de vídeo (7%, com 2.956) estão crescendo de forma constante, com os trabalhos do YouTube ganhando mais terreno nos últimos três meses (2,8%, com 1.059).

Via Freenlancer.com

Fonte: https://www.freelancer.com/