Pesquisa revela os principais desafios para desenvolvimento de PMEs no Brasil

Por Redação | 29.02.2016 às 11:00

A atração e a retenção de profissionais estão entre os principais desafios para o crescimento de Pequenas e Médias Empresas (PMEs) brasileiras. Esta é uma das constatações de uma pesquisa feita pelo site de empregos Catho. Os dados foram apresentados em uma palestra da empresa na 5ª edição da Feira do Empreendedor do Sebrae, que aconteceu em São Paulo na semana passada.

Citado por 37% dos cerca de 400 entrevistados, o item atração e retenção de talentos fica atrás apenas dos altos tributos, que foram mencionados como o principal obstáculo para o desenvolvimento de PMEs em 51% das respostas.

Em palestra na Feira do Empreendedor, o diretor de marketing e parcerias da Catho, Luís Testa, explicou que o aumento do número de desempregados disponíveis no mercado de trabalho não deve facilitar a realidade das PMEs no que diz respeito à contratação de talentos.

"Antes, na hora em que decidia contratar, o empreendedor tinha a possibilidade de acessar tanto profissionais desempregados quanto aqueles que já tinham um emprego, mas procuravam uma evolução na carreira. Agora esse cenário mudou: diante do atual contexto econômico, quem está empregado dificilmente vai se aventurar em busca de outro trabalho e isso torna a busca por talentos mais delicada", afirma Testa.

A dica para driblar essa dificuldade é intensificar o recrutamento ativo. Na prática, isso significa não apenas esperar que profissionais venham até a empresa para se candidatar a oportunidades abertas, mas também sair em busca desses talentos. O uso de sites de emprego é um dos caminhos indicados para essa busca proativa por currículos que se adequem ao perfil da vaga em aberto.

"No caso de oportunidades que requerem conhecimentos específicos ou que têm prazos muito curtos para o preenchimento, o recrutamento ativo torna-se ainda mais necessário. Mesmo com o aumento da taxa de desemprego, a realidade na hora de contratar não se tornará tão mais simples", diz o executivo da Catho.

O acompanhamento das tendências de salários é outro aspecto fundamental tanto na contratação quanto na retenção, de acordo com Testa. "Oferecer um salário abaixo do mercado, por exemplo, pode dificultar ainda mais a tarefa de atrair um determinado perfil de profissional", destaca.