PayPal expande parceria com Shell para pagamento de combustível via aplicativo

Por Rafael Romer | 17.11.2016 às 14:06 - atualizado em 17.11.2016 às 20:54
photo_camera Reprodução

O PayPal anunciou nesta quinta-feira (17) a expansão de sua parceria com a rede de postos Shell para pagamento de abastecimento via o aplicativo Shell Box, que permitirá que o usuário pague pelo combustível através do próprio smartphone, sem precisa descer do carro ou utilizar qualquer equipamento do posto.

O processo é simples: basta que o usuário acesse o aplicativo Shell Box conectado a uma conta PayPal com cartão de crédito, digite o token de seis números encontrado na bomba de combustível em que estiver e autentique a compra. Através de georreferenciamento e conexão com a internet, a "bomba inteligente" informará ao app o valor da transação, que será pré-autorizada no cartão do usuário conectado ao PayPal. Quando o frentista recolocar o bico da mangueira de volta na bomba, o pagamento será debitado.

A parceria foi inciada em fevereiro deste ano, em um projeto piloto em Goiânia, e agora chega oficialmente a 200 postos da rede, incluindo cidades do estado do Rio de Janeiro e do interior de São Paulo, como Bauru e Ribeirão Preto. Até o final do ano, a expectativa é habilitar 400 postos com o meio de pagamento.

As empresas são revelaram qual o plano de expansão para 2017, mas o projeto deverá continuar a chegar em outras capitais e grandes centros urbanos do país, como Brasília.
Por enquanto, a exceção é a cidade de São Paulo, onde regulamentações municipais impedem o uso de celulares dentro de postos e não permite que o Shell Box seja utilizado. As empresas afirmam que já estão trabalhando junto ao poder público para tentar trazer o serviço à cidade, no entanto.

De acordo com Eduardo Wantuil , diretor de Marketing da Raízen, organização responsável pela rede Shell e pelo desenvolvimento do aplicativo no país, a companhia ainda não tem dados concretos sobre o resultado do piloto realizado em Goiania, mas viu ganhos de fidelização e aumento do ticket médio de abastecimento através do uso do aplicativo. No futuro, a expectativa é que outros serviços de postos possam ser pagos através do Shell Box, expandido além da oferta atual de abastecimento.

Divisor de águas para o PayPal

Para Mario Mello, diretor geral do PayPal para a América Latina, a nova parceria com a Shell marca um "divisor de águas" para a operação da empresa no país, com o potencial de estimular novas parcerias por aqui.

"Ele é um divisor de águas na questão de tamanho, acessos e por mostrar que a PayPal é o dinheiro do celular, que ela vai conquistar esse espaço no celular", comentou ao Canaltech. "Ela abre caminho para outras parcerias porque consolida nossa posição de liderança no mercado de app".

Apesar de estar disponível como meio de pagamento em mais de 100 mil lojas e e-commerces nacionais, o PayPal tem hoje apenas quatro grandes integrações com aplicativos no Brasil – além da Shell, com 99 Taxis, Uber e Shopping Iguatemi –, um mercado que pode ser um vetor de crescimento da empresa no país. "Abre um mercado novo", avaliou Mello. "Isso muda o patamar de oportunidades de mercado para nós".

A empresa não abre números locais sobre sua operação, mas deve fechar o ano com um crescimento "próximo a três dígitos" no Brasil, com 3 milhões de clientes ativos. Globalmente, o PayPal tem hoje 192 milhões de usuários em 200 países.