Patente da Amazon mostra forma de pagamento com selfie e “piscadela”

Por Redação | 15 de Março de 2016 às 12h00
photo_camera Amazon

Caso a patente recentemente registrada pela Amazon junto ao Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos EUA se transforme mesmo em tecnologia funcional, você poderá em breve precisar piscar para a varejista a fim de garantir a compra daquele seu novo computador/instrumento musical/disco de vinil/smartphone.

De acordo com os documentos constantes no site oficial do órgão, a Amazon quer colocar em prática uma nova forma de atestar que você é realmente você. Para tanto, a loja pretende comparar duas imagens: uma tirada anteriormente, constante no cadastro, e outra tirada no ato da compra, embora com um diferencial: será necessário dar uma rápida piscadela para a câmera do seu celular.

amazon
Reconhecimento facial mais seguro

Longe de ser apenas um desejo mal ocultado de flertar com seus clientes ao redor do globo, o que a tecnologia patenteada pela Amazon pretende é incluir uma camada extra de segurança à biometria já bastante comum baseada no reconhecimento facial. Ao fazê-lo piscar, o software pode determinar com maior segurança que se trata de um ser humano – e não de um malware gastador (ou mesmo de outro humano mal-intencionado) que resolveu comprar a coleção de discos dos Beatles no seu nome.

Afinal, “senhas podem ser roubadas ou descobertas por outras pessoas que podem personificar o usuário para uma variedade de tarefas”, conforme destacado na descrição do registro. Entretanto, a varejista admite que mesmo esse sistema ainda poderia ser, por si só, facilmente ludibriado por, digamos, um par de fotos de determinado cliente.

amazon

Mas a invenção também deve representar uma vantagem para os dedos mais gorduchos. Conforme justifica o referido texto, digitar senhas em aparelhos mobile pode ser algo bastante inconveniente dependendo da mão e/ou do aparelho em questão – além do potencial constrangimento de precisar proteger a tela das vistas daquele bom amigo sentado ao lado.

Ainda não é seguro o bastante

Longe de confiar cegamente nas piscadas para a câmera, entretanto, a varejista norte-americana garante que pretende levar sua tecnologia de identificação biométrica para além da comparação entre imagens. Afinal, qual seria a dificuldade de alguém segurar duas imagens suas em frente a um smartphone? Resta imaginar como a varejista vai garantir essa dose extra de segurança – o que bem poderia ser mais alguma macaquice em frente à lente, vai saber?

Amazon Prime

De qualquer forma, a Amazon não é a única a buscar formas de identificação baseada em selfies. A operadora de crédito MasterCard também divulgou recentemente que deve fazer uso do método em 15 países até o final do próximo inverno. A piscadela, nesse caso, deve ser opcional.

Via USPTO

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.