Oracle não pretende criar um sistema global de soluções na nuvem

Por Redação | 27 de Outubro de 2015 às 14h39

A Oracle revelou nesta terça-feira (27) que não pretende criar um sistema global de computação na nuvem para competir com outros grandes nomes do setor, como o Amazon Web Services e o Microsoft Azure. A ideia da empresa é manter-se focada em soluções que têm alta margem de lucro em vez de ampliar a gama de produtos oferecidos.

“Nós fizemos alguns investimentos”, comenta o copresidente da Oracle, Mark Hurd. “Preferimos uma posição onde as margens de lucro são maiores”, complementou o executivo ao fazer uma comparação entre as aspirações da sua empresa e a atuação da do sistema da Amazon.

A companhia construiu 20 novos data centers e renovou suas equipes de vendas, contratando mais de 1 mil jovens recém-graduados. A ideia é garantir a liberação de atualizações de forma mais constante, aprimorando a oferta de seus principais produtos.

Foco no que dá lucro

Para ilustrar melhor a situação, Hurd informa que a Oracle pretende oferecer softwares customizáveis em larga escala a fim de atender à demanda de mercados e produtos locais. A margem de lucro neste ramo é maior em comparação com serviços como armazenamento de dados e raw computing, oferecidos por outros grandes grupos que atuam na nuvem.

Fonte: Bits Blog/The New York Times

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!