Oracle apresenta queda nas receitas, mas números no setor de cloud são positivos

Por Redação | 17 de Dezembro de 2015 às 11h07

A Oracle anunciou nesta quarta-feira (16) os resultados financeiros do segundo trimestre fiscal de 2015. A gigante de tecnologia conseguiu um lucro líquido de US$ 2,2 bilhões, significando US$ 0,51 por ação. O resultado representa uma queda de 12% nos lucros e 6% no volume de negócios da empresa.

No entanto, a Oracle viu o seu setor de cloud responder bem às demandas do mercado e registrar um crescimento de 26% nas receitas. No segmento, as vendas de SaaS (software as a service) e PaaS (platform as a service) na nuvem subiram 34%, para US$ 484 milhões no trimestre. As receitas de IaaS (infrastructure as a service) cresceram 7%. A empresa também revelou que já possui 1.500 clientes de ERP na nuvem.

As demais unidades de negócio da norte-americana, no entanto, puxaram os números gerais para baixo. As receitas de hardware caíram 16%, enquanto que as vendas de serviços retraíram 8%. No setor de software, as receitas também foram reduzidas em relação ao mesmo período do ano passado, com declínio de 7%. A empresa atribuiu o mal resultado a diferença cambial, com o dólar se mostrando mais forte do que o esperado em relação às demais moedas no mundo. "O fortalecimento do dólar norte-americano contra as moedas estrangeiras teve um impacto significativo nos resultados do trimestre", informou a empresa em nota.

Apesar disso, o CEO Mark Hurd reconhece que "foi um trimestre de crescimento muito forte no negócio de cloud". Os números mostram que a Oracle tem se posicionado bem no mercado, o que é um sinal encorajador para a empresa na transição para a era de computação na nuvem. O crescimento no segmento é ainda mais surpreendente devido à maneira como a empresa abordou a tecnologia inicialmente, com o cofundador Larry Ellison perguntando de forma irônica em 2008 que "que raio é a cloud!?", considerando que a tecnologia da nuvem era apenas uma onda passageira.

A empresa também anunciou ontem a nomeação do presidente da Intel, Renée James, para o conselho de administração da empresa. James foi nomeado em decisão unânime e compõe o conselho que agora conta com 13 diretores.

Via ZDNET

Fonte: http://www.zdnet.com/article/oracle-q2-2015-earnings-revenue-cloud-database/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.