O preço do bitcoin vai estabilizar?

Por Colaborador externo | 18.05.2017 às 12:00
photo_camera DepositPhotos/nevarpp

Por Guto Schiavon*

O bitcoin, sem dúvidas, será o dinheiro do futuro. Antes quem dominava o mercado eram os governos e os bancos centrais, e esse novo agente monetário veio para revolucionar a maneira como guardamos, ganhamos e gastamos nossa receita. No entanto, muitas pessoas apresentam algum receio na hora de investir na moeda digital, e muito disso se deve pela incerteza da estabilidade do bitcoin.

De forma geral, as pessoas desconhecem como o seu valor é calculado e muitos têm a dúvida se algum dia o preço do bitcoin vai estabilizar. Para entender um pouco mais sobre esse mercado, separei alguns pontos que são importantes e poderão esclarecer algumas dúvidas:

O que torna o valor da moeda tão volátil?

Basicamente o bitcoin é um sistema monetário que não atua visando os interesses de alguma instituição em particular. Isso quer dizer que seu valor não provém de governos ou interesses de bancos centrais. O valor do bitcoin fica consideravelmente volátil, especialmente em comparação às moedas tradicionais já razoavelmente estabilizadas no mercado, como o dólar.

Os temores em relação a volatilidade dessas moedas têm fundamento em alguns fatores. Os exemplos mais citados são: as decisões de governos, dificultando o acesso à moeda, as dificuldades tecnológicas do protocolo e eventuais ataques de hackers a exchanges. Mas é preciso lembrar que o bitcoin é uma moeda relativamente nova.

Assim como alguns referenciais antigos que não eram movimentados por governos, como é o caso do ouro, a volatilidade em seu valor é uma coisa comum. Por isso, essa ocorrência deve ser encarada como algo normal de uma moeda tão nova e independente. Ocorre que, apesar de ser um ativo totalmente independente, baseado somente na lei da oferta e procura, o bitcoin apresenta uma volatilidade que vem caindo ano após ano.

Como o valor da moeda pode se estabilizar?

É fato que a estabilidade do bitcoin vem se tornando cada vez mais constante, apesar da alta das últimas semanas. Mas como isso acontece? A resposta é simples: quanto mais pessoas utilizarem o bitcoin, maior será a chance de ter seu preço estabilizado.

Isso porque com uma base de usuários maior, consolida-se sua presença no mercado e, consequentemente, torna sua circulação menos suscetível a oscilações. A boa notícia para quem pretende investir nessa área é que seus usuários veem aumentando consistentemente, assim como os investimentos em empresas do ecossistema bitcoin, que já somam mais de 1,5 bilhões de dólares.

Esse crescimento na confiança da criptomoeda, fez com com que diferentes empresas passem a adotar o bitcoin como forma de pagamento, o que torna a moeda amplamente aceita por diversos ramos do mercado. Paralelamente a esse fato, as discussões sobre ETF e a legalidade do bitcoin em países como o Japão, fez com que a moeda se tornasse mais conhecida.

Além disso, é importante lembrar que os bitcoins ofertam um número finito de moedas, com emissão controlada e previsível, fazendo com que ele seja deflacionário, diferente das moedas que usamos hoje, o que também tende a deixar o preço da moeda digital mais estável no longo prazo.

Apesar de hoje em dia já serem bem conhecidas pelo público, muitas pessoas têm dúvidas quanto à estabilidade do bitcoin. E para você, que leu este conteúdo, ficou mais fácil de entender como esse mecanismo funciona?

* Guto Schiavon é COO da FOXBIT, a maior corretora de bitcoins do Brasil, que permite que vendedores encontram compradores em um ambiente simples, ágil e seguro, com a maior liquidez do Brasil.