Nubank "congela" dólar e cobra usuário com a cotação do dia da compra

Por Felipe Demartini | 13 de Setembro de 2018 às 12h51

O Nubank anunciou nesta quarta-feira (12) que vai passar a processar compras realizadas com moeda estrangeira com a cotação do dólar na data da transação e não mais no fechamento do cartão. A mudança acontece a partir de 17 de outubro e vale para todos os clientes da fintech, que poderão ter acesso, no próprio aplicativo da instituição, ao valor de conversão utilizado para a transformação do preço em reais.

A ideia, segundo a companhia, é dar mais segurança para seus clientes e evitar que eles estejam sujeitos a flutuações de valor, principalmente quando elas acontecem de forma acelerada. Uma alta de algumas dezenas de centavos em poucos dias pode fazer com que uma compra vantajosa em dólar deixe de valer a pena quando a conversão era feita somente no fechamento da fatura, e não havia nada que o cliente pudesse fazer a respeito.

Todas as compras internacionais, independentemente da moeda, utilizam o dólar como parâmetro. Isso vale tanto para compras online quanto para aquelas feitas em aplicativos ou sites de comércio eletrônico, com o Nubank afirmando ser o primeiro banco digital a considerar a data da compra para fazer essa conversão.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

Mesmo com a novidade, o Nubank lembra que o processamento das compras depende do estabelecimento e da disponibilidade de sistemas digitais, portanto pode levar até sete dias para acontecer. Normalmente, entretanto, essa operação é refletida na fatura na mesma hora, mantendo a promessa de segurança e transparência feita pela instituição, que tem os alertas de compras pelo app como uma de suas principais características de segurança e acompanhamento.

Fonte: Nubank

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.