Nova patente da Apple: um vaporizador

Por Redação | 27 de Janeiro de 2017 às 20h32

A Apple resolveu patentear um documento que traz um produto bem diferente do que estamos acostumados a ver no portfólio da empresa: um vaporizador. A novidade entrou para o escritório de marcas e patentes dos Estados Unidos neste mês, o que nos leva a crer que, dada a excentricidade do produto, a companhia está pensando em atuar em uma nova área: a das casas conectadas.

O que sabemos até então é praticamente isso. No documento, a descrição trata de uma "substância que é vaporizada ou sublimada em vapor"... mas que substância é essa? Ninguém sabe. Quem registrou a patente foi Tetsuya Ishikawa, funcionário da Maçã, e muitos estão especulando que a ideia seja iniciar a produção de aparelhos inteligentes na era da Internet das Coisas (IoT).

Hoje em dia, muita gente está se tornando adepta dos vaporizadores, climatizadores e umidificadores de ar. Há ainda o vaporizador dos cigarros eletrônicos, que também utiliza um processo semelhante de transformar líquido em fumaça. Se pensarmos grande, também encontramos vaporizadores na área da saúde e até na agricultura, e pode ser que a Apple esteja mirando este mercado também.

A CNN entrou em contato com a empresa para tentar descobrir a que produto a patente se refere, mas não obteve resposta alguma. Mas, sejamos razoáveis: uma patente é só uma patente. Ela serve apenas para que uma ideia seja registrada, e não garante que o produto ou sistema descrito ali saia do papel. Para todos os efeitos, ficamos de orelha em pé.

Via CNN Tech

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.