Nova interface do Apple Music pode ser apresentada na WWDC, em junho

Por Redação | 04 de Maio de 2016 às 10h27
photo_camera Divulgação

A Apple está planejando grandes mudanças em seu serviço de streaming de música após diversas críticas em relação a interação dos usuários com o aplicativo. Segundo informações de pessoas familiarizadas com as intenções da empresa, ela pretende integrar melhor os seus negócios de streaming e download e expandir seu serviço de rádio online. Especula-se, ainda, que as mudanças no Apple Music deverão ser reveladas na Worldwide Developers Conference (WWDC), evento da empresa que acontece em junho.

As novidades deverão ser acompanhadas por ações de marketing, incluindo um valor promocional de US$ 10 por mês para atrair novos assinantes. Com o iTunes estagnado em vendas e o Spotify conquistando cada vez mais assinantes, a Apple está tentando recuperar sua posição dominante no mercado da música. Há cerca de dois anos a empresa adquiriu o Beats Music para repensar sua abordagem no negócio de música, mas, até o momento, a combinação ainda não cumpriu o seu potencial. Ainda de acordo com essas fontes anônimas, a Apple está lutando para integrar seus funcionários e realizar uma melhor união do streaming e download para ter uma estratégia coesa no setor.

O CEO da Apple, Tim Cook, está apostando em serviços como o Apple Music para reacender o crescimento da companhia, que viu, pela primeira vez na história, as vendas de iPhones caírem. Muitos analistas argumentam que um dos principais problemas de Cupertino é conseguir desenvolver bons serviços capazes de acompanhar o excelente hardware de seus produtos. Serviços como iCloud, Mapas, Fotos e Siri enfrentam críticas por serem inferiores aos concorrentes. "Quando se trata de software, a Apple realiza com menos elegância do que quando se trata de hardware", disse Collin Gillis, analista da BGC Partners.

Boa parte da imprensa internacional elogiou o grande catálogo de músicas do Apple Music, mas criticou a interface confusa do serviço, afirmando que o deisgn do aplicativo é cheio de informação e confuso. Por isso, a empresa quer repaginar o serviço para ampliar seu número de usuários. O novo visual do Apple Music está sendo supervisionado pelo chefe de conteúdo Robert Kondrk, que, por sua vez, está sendo auxiliado pela equipe de design de Jony Ive.

Por fim, essas mesmas fontes disseram à Bloomberg que os líderes da Apple estão otimistas em relação a nova aparência e acreditam que a companhia poderá dar uma sobrevida ao serviço de streaming. Se tudo isso é verdade ou não, ficaremos sabendo durante a WWDC 2016, que acontecerá no próximo mês.

Via Bloomberg

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.