Mozilla poderá receber US$ 1 bilhão com venda do Yahoo

Por Redação | 07 de Julho de 2016 às 18h59

Se o Yahoo quer ter o maior lucro possível, os possíveis compradores também querer tirar o máximo proveito e, ao que parece, quem pode levar a melhor é a Mozilla. Uma cláusula no contrato entre as duas partes estipula que, caso a Mozilla não concorde com a compra do Yahoo, a primeira terá direito a três pagamentos anuais de U$ 375 milhões até 2019.

O cláusila é parte do acordo oferecido pela CEO do Yahoo Marissa Mayer em 2014 que definiu o site como buscador oficial do Firefox. Marissa não ofereceu o site ao Google, mas explicitou a cláusula de "mudança de controle", ou seja, caso o Yahoo fosse vendido.

A principal fonte de renda da Mozilla são as parcerias de busca, vistas como um reflexo da competitividade no mercado e decorrentes da trajetória da empresa. Até a consolidação da parceria de exclusividade com o Yahoo, o Google pagava U$ 300 milhões ao ano para a Mozilla.

Entretanto, ainda é cedo para bater o martelo. A quantia que a Mozilla receberia depende das intenções dos possíveis compradores do Yahoo e quanto estão dispostos a pagar. Como a quebra do contrato viria pelo lado do buscador, a Mozilla estaria livre para lucrar em dobro: receber o valor da multa e firmar outra parceria com o Google ou Bing.

Para o Yahoo, como outras apostas de Marissa Mayer, parece que mais uma vez o tiro saiu pela culatra.

Fonte The Next Web

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.