Motorola pode revelar três novos smartphones em breve

Por Redação | 14.07.2015 às 18:23
photo_camera Tudo Celular

Há algumas semanas, rumores sobre um misterioso dispositivo da Motorola que havia chegado à Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) circulou pela web. Os documentos indicavam que se tratava do próximo carro-chefe da linha de smartphones da companhia.

Ele apresentava um corpo maior do que o Moto Maxx (ou DROID Turbo), Wi-Fi com padrão 802.11ac e LTE Advanced. Na última segunda-feira (13), o site Droid Life analisou outros documentos da Motorola na FCC e concluiu que a empresa pode lançar não apenas um, mas três novos celulares, sendo eles as novas versões do Moto Maxx, Moto G e Moto E. Veja abaixo cada um dos aparelhos registrados na Comissão.

Motorola “Kinzie” (FCC ID IHDT56UC1)

Moto 1

As especificações vazadas anteriormente falam de um smartphone com 5,5 polegadas, com resolução de 2.560 x 1.440 pixels. O aparelho deve funcionar com um poderoso chip Snapdragon 810 de 8 núcleos da Qualcomm, rodando a 1,9 GHz e contando com 3 GB de memória RAM. O rumor também dá conta de que o Kinzie terá uma GPU Adreno 430, também da Qualcomm, e suporte à OpenGL ES 3.1 3D.

As especificações indicam ainda a presença da tecnologia LTE Advanced, Wi-Fi MIMO e carregamento rápido. Mas o que realmente torna esse telefone interessante é o fato de ele ser um modelo para a operadora Verizon que conta com suporte para qualquer rede norte-americana, um recurso presente em poucos dispositivos atualmente. O principal palpite é que esse será o carro-chefe da Motorola para este ano.

Moto G 2015 ou novo DROID Turbo? (FCC ID IHDT56UB1)

Moto 2

Rumores e imagens têm apontado que a Motorola não deve parar na segunda geração do Moto G. Alguns indicativos revelam que a empresa está próxima de lançar a terceira geração do dispositivo.

Já as especificações apresentadas no documento da FCC mostram que podemos esperar por um mini DROID (ou mini Moto Maxx), ou então para uma terceira geração do Moto G. Apesar de ter suporte para a rede norte-americana da Verizon, ele não possui Wi-Fi 802.11ac, algo que quase todos os telefones têm atualmente. Ele também possui uma parte traseira removível, algo que o deixa mais próximo da linha G, uma vez que a Motorola gosta de oferecer um pouco de personalização para os produtos da família, além de ser menor do que o aparelho visto acima - deve ter em torno de 5,2 polegadas. Enquanto o gadget parece grande demais para um novo Moto G, a ideia de uma versão mini do DROID Turbo parece que cairia bem nessa situação.

Moto G terceira geração para a operadora Sprint (FCC ID IHDT56QG6)

Moto 3

Um modelo parecido com o descrito acima também aparece nos documentos da FCC, com a diferença de que está em nome da operadora norte-americana Sprint. Ele também é menor do que os dois modelos vistos anteriormente, também aparece sem o Wi-Fi 802.11ac e tem uma parte traseira removível. As dimensões são idênticas as da versão 2014 do Moto G.

Especulações à parte, o que vocês acham que realmente vem por aí? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Fonte: Droid Life