Motorista do Uber é acusado de drogar e estuprar passageira adolescente

Por Sérgio Oliveira | 11.11.2016 às 12:48 - atualizado em 11.11.2016 às 13:03

Não é de hoje que vemos o Uber envolvido em polêmicas, mas relatos de agressão sexual a passageiros é o que pode haver de pior. E foi justamente isso o que aconteceu nesta semana em Laguna Beach, Califórnia, quando a polícia prendeu um motorista do Uber acusado de abusar sexualmente de uma adolescente inconsciente.

De acordo com as autoridades policiais, Samer Alaaeldin Mahran, de 23 anos, buscou a adolescente de 17 anos depois de uma festa que aconteceu no último sábado, dia 5. O problema é que Mahran não levou a jovem para seu destino.

O fato de demorar a chegar em casa preocupou os pais da garota, que utilizaram o aplicativo do Uber para localizar o veículo. Ao perceberem que o carro estava parado em um local estranho, os familiares acionaram a polícia. Mahran, então, foi encontrado abusando sexualmente da adolescente no banco de trás do carro. De acordo com a polícia, ela estava drogada e inconsciente.

Samer Alaaeldin Mahran foi encontrado abusando sexualmente de uma passageira de 17 anos no banco de trás de seu Uber. Ele pode pegar até 28 anos de cadeia caso seja julgado culpado
Samer Alaaeldin Mahran foi encontrado abusando sexualmente de uma passageira de 17 anos no banco de trás de seu Uber. Ele pode pegar até 28 anos de cadeia caso seja julgado culpado (Reprodução: ABC)

Ao perceber a presença da polícia, o motorista fugiu do local, mas foi preso nesta quarta-feira (9) em seu apartamento em Huntington Beach. Detido, Mahran agora é acusado de cometer quatro crimes, entre eles estupro.

Embora tenha prestado sentimentos à família da vítima e ter garantido que continuará cooperando com as autoridades policiais para combater crimes como esses, a verdade é que o Uber vem sendo investigado por vários estados norte-americanos por sucessivamente falhar em educar seus motoristas e até mesmo contratar gente com antecedentes criminais.

Só nos Estados Unidos, dezenas de casos como o desta semana aconteceram neste ano. Em Massachussets, por exemplo, um motorista da plataforma foi acusado de estuprar uma menor de 16 anos em agosto. Em Palo Alto, na Califórnia, uma mulher disse que um motorista tocou suas partes íntimas e a perseguiu depois de ela fugir do carro na semana passada.

Apesar da detenção, Mahran foi solto no mesmo dia mediante pagamento de uma fiança de US$ 100 mil. Seu julgamento está agendado para acontecer em dezembro. Caso seja condenado, o motorista pode pegar até 28 anos de prisão.

Via CNET, Digital Trends