Moto X de primeira geração finalmente é atualizado para o Android Lollipop

Por Redação | 24 de Junho de 2015 às 11h36

A espera dos donos do Moto X de primeira geração finalmente chegou ao fim. Pouco mais de um mês depois que a Motorola confirmou que iria liberar o Android Lollipop para o aparelho, eis que a novidade pode ser baixada nesses dispositivos.

A chegada da versão 5.1 do sistema operacional da Google era mais do que aguardada pelos fãs da marca, uma vez que a chegada do update já havia se transformado em uma novela. Embora a confirmação tenha sido feita somente no início de maio, as expectativas são anteriores a isso. Em outubro de 2014, a fabricante liberou a atualização para vários de seus aparelhos, mas o Moto X ficou de fora e deixando muita gente ansiosa pela novidade.

O lado bom disso tudo é que, para compensar o atraso, a Motorola trouxe um “extra” aos donos do aparelho. Assim, em vez de trazer o mesmo Android 5.0 liberado para os demais modelos no ano passado, o smartphone acaba de receber o Lollipop 5.1, contendo todos os recursos que o Google adicionou neste primeiro semestre ao sistema.

A novidade já está disponível e pode ser baixada por qualquer pessoa que tiver o Moto X desatualizado, ainda que, segundo a fabricante, aparelhos vinculados a operadoras possam demorar um pouco mais para receber a nova versão. O update possui 700 MB e traz várias mudanças interessantes, sobretudo em seu visual. A interface geral e de determinadas funções foi alterada e os próprios botões de ação na parte inferior da tela foram redesenhados. Ainda assim, nada que assuste o usuário mais conservador.

Além disso, como já acontece em outros dispositivos com o Lollipop, o funcionamento e a visualização das notificações mudou e está mais intuitivo e acessível. Ele também recebeu novas ferramentas de segurança e integrou o velho Assist ao Moto, um novo tipo de assistente que agrupa os controles de voz, gestual e outras facilidades do gênero.

Se o seu medo é que a nova atualização deixe seu smartphone ainda mais lento, pode ficar tranquilo. Ainda que você esbarre em um ou outro engasgamento, não é nada exagerado e fora do comum. No entanto, algumas críticas já apontam para um maior consumo de bateria.

Ainda assim, trata-se de uma excelente novidade para quem possui o aparelho e não pensa em trocá-lo tão cedo. Em tempos em que o ciclo de vida de gadgets está cada vez menor, chega a ser emocionante ver um dispositivo lançado em 2013 ainda ser devidamente atualizado.

Via: AndroidPit

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!