Morre Koo Bon-moo, diretor da LG que liderou transformação da empresa

Por Felipe Demartini | 21 de Maio de 2018 às 14h11
Tudo sobre

LG

Morreu neste final de semana o diretor da LG, Koo Bon-moo. Ele foi um dos responsáveis pela transformação da LG de uma empresa da área química em um dos maiores nomes do mundo da tecnologia. O executivo faleceu em Seul, capital da Coreia do Sul, após mais de um ano de luta contra um tumor no cérebro, diagnosticado no começo de 2017.

A batalha foi longa e tortuosa, com o executivo passando por diversas cirurgias complicadas no cérebro, enquanto tentava conciliar seu tratamento com a gerência da companhia que ajudou a erguer. A situação começou a ficar complicada há poucas semanas, quando Koo foi hospitalizado indefinidamente após ver sua condição de saúde piorar, deixando, de vez, o controle da LG.

De acordo com comunicado oficial emitido pela companhia, o diretor faleceu na manhã deste domingo (20), com o cumprimento de um termo, assinado anteriormente, proibindo os médicos de o ligarem a aparelhos de suporte vital, caso isso fosse necessário. Segundo as informações oficiais, ainda, ele morreu em paz e ao lado da família, que o apoiou nesta decisão.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O comando da LG, agora, deve passar para as mãos de seu filho adotivo, Koo Kwang-mo. Ele foi apontado para o cargo no início de maio, em uma reunião emergencial da diretoria, realizada após o afastamento definitivo do pai. A decisão ainda deve ser aprovada pelos acionistas majoritários da LG em um encontro marcado para 29 de junho, mas tudo indica que a sucessão será aceita sem maiores questionamentos.

Koo Kwang-mo, filho adotivo de Koo Bon-Moo, deve assumir controle da companhia (Imagem: Reprodução/Forbes)

Koo Bon-moo assumiu a liderança da companhia em 1995, seguindo a linha de sucessão a partir de seu avô e pai, respectivamente. Naquele ano, a empresa mudou de nome, deixando de ser Lucky-Goldstar, com atuação principal nos mercados de plástico, químicos, rádios de transmissão e poucos eletrônicos licenciados, para Grupo LG. O movimento visava competir no mercado ocidental e, também, associar a marca ao slogan “Life’s Good”, nova faceta para um embarque de peso no setor de aparelhos para o consumidor.

A partir daí, a companhia só cresceu, se tornando um nome popular no mercado de televisores e utilidades domésticas. A partir de 2001, também passou a trabalhar nos bastidores desses setores, fornecendo telas e componentes para serem usados por outras fabricantes, antes de seguir com as próprias pernas, também, no mercado mobile.

O sucessor, Koo Kwang-mo, faz parte da estrutura da empresa desde 2006, atuando em diversos segmento e, hoje, sendo o responsável pelas operações de displays. Ele é filho do irmão de Bon-moo, Koo Bon-Neung, e foi adotado pelo tio depois que ele perdeu o próprio filho em um acidente de automóvel. A família sempre foi discreta quanto ao assunto, mas a ideia é que isso aconteceu de forma a facilitar o processo sucessório da LG.

Segundo a LG, o funeral de Koo Bon-moo deve ser realizado nesta semana, em data e local que não serão revelados como forma de preservar a privacidade da família. Será uma cerimônia simples e com poucos presentes, também em atendimento às vontades do patriarca.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.