Microsoft terá receita anual de US$ 20 bi em 2018 com nuvem corporativa, diz CEO

Por Redação | 30.04.2015 às 14:26
photo_camera Divulgação

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, tentou tranquilizar os investidores de Wall Street nesta quarta-feira (29) sobre as mudanças que a empresa está realizando em seu modelo de negócios. Em sua tese de visar o ambiente mobile e cloud, Nadella acredita que, apesar dos desafios, as mudanças serão muito boas para a Microsoft.

Há pouco tempo, a Microsoft vendia seus softwares para os consumidores. Atualmente, a empresa trabalha com venda de assinaturas, como é o caso do Office 365, por exemplo. "Esta não é uma mudança de um para um", disse Nadella em uma reunião com analistas financeiros. "Há realmente uma expansão muito significativa do valor que nós podemos entregar."

O CEO arriscou definir uma meta para o ano fiscal de 2018, em que acredita que a empresa colherá plenamente os frutos das mudanças atuais. Segundo ele, o negócio de nuvem corporativa da Microsoft conseguirá uma taxa anual de US$ 20 bilhões, acima dos atuais US$ 6,3 bilhões. O ano fiscal de 2018 da Microsoft começa no dia 01 de julho de 2017 e vai até 30 de junho de 2018. Ou seja, em pouco mais de dois anos, Nadella acredita que as receitas oriundas do negócio de nuvem corporativa vão mais que triplicar.

Por enquanto, a Microsoft enfrenta um mercado de PCs com um ritmo de vendas estagnado e desafios significativos no ambiente móvel, onde enfrenta forte concorrência dos sistemas operacionais da Apple e do Google. Durante a Build 2015, que aconteceu ontem (29), a empresa anunciou diversas novidades como o novo Visual Studio 2015, que trará suporte para aplicativos universais. Além disso, a Microsoft incluiu uma maneira mais fácil para que desenvolvedores de iOS e Android possam trazer seus códigos para o ambiente Windows. Uma nova demonstração de como funcionarão os óculos de realidade aumentada, HoloLens, também foi apresentada no evento.

A empresa também estabeleceu uma meta ousada de ter o Windows 10 sendo executado em 1 bilhão de dispositivos dentro de dois a três anos a partir de seu lançamento, que ocorrerá ainda este ano.

"Isso vai ajudar os desenvolvedores a olharem para nossa plataforma. Isso deixará o ecossistema de dispositivos Windows muito mais saudável", disse Nadella. O executivo ainda afirmou que a Microsoft está trabalhando em novas aplicações, tais como Sway e Delve, bem como melhorias no assistente virtual Cortana.

Via Re/Code

Fonte: http://recode.net/2015/04/29/satya-nadella-insists-microsoft-is-no-also-ran-in-mobile-and-cloud-world/