Microsoft quer "papel coadjuvante" nos carros autônomos

Por Carlos Ferreira | 04 de Junho de 2016 às 18h05

A despeito da onda atual de grandes nomes de hardware e software em busca de um quinhão dentro da indústria automobilística high tech, a Microsoft parece mais empenhada em manter um papel coadjuvante. Embora ainda tenha interesse em se embrenhar pelo mercado cada vez mais promissor de carros com direção assistida ou mesmo completamente autônomos, a companhia está mais interessada em se manter dentro de sua expertise própria: o desenvolvimento de software.

Durante a última edição da feira de tecnologia Converge, Redmond deixou claro que tem interesse em fornecer os programas necessários aos novos veículos. “Nós não vamos construir o nosso próprio veículo autônomo, mas nós gostaríamos de tornar possível os veículos autônomos e também a direção assistida”, disse a vice-presidente executiva e chefe do desenvolvimento de negócios da Microsoft, Peggy Johnson – conforme reportado pelo site The Wall Street Journal.

Um escritório sobre rodas

No que se refere ao tipo de software ou de tecnologia que a empresa pretende desenvolver, Johnson afirmou que isso deve depender o parceiro em questão. Há quem pense que os carros do futuro devam ser uma extensão do ambiente de trabalho, por exemplo. “Você fica sentado no carro por muitos, muitos minutos durante um dia”, colocou a executiva.

Carro Bosch

Ela continua: “Pode ele se tornar parte do seu novo escritório, sua nova escrivaninha, um lugar em que você pode conduzir seu trabalho? Nós acreditamos que sim. Cada um [dos parceiros de negócio em potencial] tem algo diferente que gostaria de acrescentar”. Enfim, ao que parece seu próximo carro autônomo dificilmente levará a marca da Microsoft na parte frontal do capô – mas ela com certeza pode aparecer na suíte de aplicativos que move a coisa toda.

Via The Wall Street Journal.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.