Microsoft pode demitir milhares de funcionários nesta semana

Por Redação | 03 de Julho de 2017 às 09h24

A Microsoft estaria prestes a passar por mais uma grande reorganização, demitindo milhares de funcionários e unindo setores internos com foco em clientes empresariais. Os rumores afirmam que os colaboradores devem ser dispensados em todos os escritórios regionais da companhia, o que pode fazer com que o Brasil também esteja incluso, e deve ser anunciada nos próximos dias.

As informações ainda não foram confirmadas, mas as demissões aconteceriam para preparar o campo para uma fusão entre setores de clientes corporativos e os de SME, voltados para especializações e conteúdo focado nas soluções da companhia. Internamente, as mudanças estariam sendo vistas como as mais significativas dos últimos anos.

Seria também um reflexo de mudanças de liderança, com a saída do COO Kevin Turner, há um ano, o que balançou as coisas na Microsoft. Após deixar a empresa, ele vocalizou suas críticas à companhia mais de uma vez, afirmando que a plataforma Azure, de computação na nuvem, deveria ser o foco da companhia, algo que não acontecia lá dentro.

Recentemente, Judson Althoff assumiu a diretoria de vendas, enquanto Jean-Philippe Courtois se tornou o gerente de marketing da empresa. Ambos estariam envolvidos nesse novo processo de reposicionamento, que viria justamente para intensificar a atuação da Microsoft junto aos setores corporativos e focar na estratégia de cloud computing para fazer frente a outros grandes nomes do setor.

Na última semana, boatos semelhantes já haviam surgido apontando a iminência de uma reestruturação interna bastante significativa na gigante de softwares, com a demissão de milhares de funcionários e um remanejamento dos times de vendas. Agora, porém, há mais detalhes sobre o processo todo, assim como o foco das dispensas.

Ajuda também o fato de que julho é um mês tradicional para reorganizações na Microsoft. É o fim do ano fiscal da companhia, hora de analisar números e rever o desempenho dos últimos trimestres, com a companhia tomando as decisões adequadas para fortalecer áreas que deixaram a desejar e queimando gordura onde não existe um desempenho tão grande assim. No ano passado, por exemplo, foram quase três mil pessoas demitidas, enquanto, em 2015, esse número foi de quase oito mil.

Sobre este ano, entretanto, a Microsoft ainda não comentou sobre o assunto, ficando sem negar ou afirmar que uma onda de demissões está a caminho. Se os rumores forem verdadeiros e as dispensas estiverem marcadas para esta semana, não deve demorar para que elas sejam divulgadas.

Fonte: Techcrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.