Microsoft lança aplicativo para criar vídeos em time-lapse

Por Redação | 14.05.2015 às 11:49
photo_camera Divulgação

A Microsoft colocou nesta semana, finalmente, sua tecnologia de suavização de vídeos em alta velocidade nas mãos dos usuários. Com o Hyperlapse, novo aplicativo da empresa que já está disponível para Android e, claro, Windows Phone, é possível não apenas criar clipes com tais características, mas também importar gravações já prontas para aplicar o efeito, um aspecto que diferencia a novidade de um dos principais expoentes do segmento, o Instagram, que também possui um app do tipo.

Além disso, a Microsoft chama atenção para sua própria tecnologia que, como explica, é fundamentalmente diferente daquela utilizada pelo Facebook. O Hyperlapse conta com um algoritmo de suavização capaz de detectar os pontos-chave de qualquer imagem, focando neles para diminuir os tremores característicos de qualquer vídeo em alta velocidade. O resultado são imagens mais nítidas e naturais, com a estabilidade necessária para que se enxergue tudo o que está acontecendo.

A mágica acontece por meio de um processo um tanto complexo, que exige um processamento adicional por parte do aparelho. Durante o uso, o Hyperlapse cria uma espécie de mapa 3D do caminho seguido pela câmera. Reconhecendo o rosto do criador e também outros elementos da paisagem, o software é capaz de se fixar em tais pontos para mantê-los sempre em foco, preenchendo os espaços vazios com pixels esticados, cuja presença muitas vezes nem é percebida.

Além das versões mobile, Redmond também está oferecendo uma versão para PCs, de nome Hyperlapse Pro e ambições altas – dar o mesmo efeito de câmeras focadas em esportes para seu celular. Aproveitando-se do potencial de processamento ainda maior dos desktops e notebooks, o sistema conta com opções avançadas e permite que o usuário, por exemplo, selecione o grau de movimento das imagens de forma a obter os melhores resultados.

Essa opção, claro, será paga, mas a companhia ainda não foi clara com relação aos meios de pagamento. Por enquanto, apenas uma edição de testes do Hyperlapse Pro está disponível, que pode ser usada livremente, mas aplica uma marca d’água a todos os vídeos processados. Entre as possibilidades estão uma edição suportada financeiramente por anúncios e outra mais tradicional, na qual o usuário faz o pagamento uma única vez.

Além disso, o sistema também pode ser integrado ao Azure para ser utilizado nos sistemas de computação nas nuvens da Microsoft e aplicado a sites e outros aplicativos. Aqui, a empresa promete uma velocidade de processamento ainda maior devido ao poder de processamento de seus servidores, mas com o revés de que o resultado terá que ser baixado da rede.

Fica a dúvida, porém, quanto à versão iOS, ainda sem previsão de lançamento. Segundo a gigante dos softwares, a ideia de lançar primeiro no Windows Phone e Android é simples: ainda não existe uma solução desse tipo em tais sistemas, o que daria ao Hyperlapse uma certa vantagem. Nos celulares da Apple, o app deve chegar sem muita demora, mas a companhia diz ainda estar desenvolvendo a solução.

Fonte: Microsoft