Microsoft fechará escritório britânico do Skype e pode cortar 220 funcionários

Por Redação | 20 de Setembro de 2016 às 14h12

A Microsoft anunciou nesta terça-feira (20) que fechará sua subsidiária britânica do Skype, o que pode colocar em risco ao menos 220 funcionários em Londres.

De acordo com um comunicado da empresa, o movimento faz parte de um processo de consolidação de seus escritórios na capital do Reino Unido, que deve resultar no deslocamento de vários colaboradores para uma nova sede em Paddington.

Em julho, a gigante afirmou que cortaria 2.850 posições em toda a empresa até o final do quarto trimestre de 2016, mas não fez menções sobre demissões no escritório britânico do Skype.

"A Microsoft entrará em um processo de consulta e oferecerá novas oportunidades quando possível", a empresa esclareceu. "Nós estamos empenhados em fazer tudo o que pudermos para ajudar aqueles afetados por este processo".

Analistas de mercado indicam que o fechamento do escritório londrino pode ter outras motivações, no entanto. A Microsoft tem trabalho em um novo client unificado do Skype, que pode substituir as diversas versões por uma só versão multiplataforma do serviço, disponível para Windows, Linux, MacOS, iOS e Android.

O novo client, que tem o codinome "Skype for Life", estaria sendo desenvolvido na sede da empresa, em Redmond, nos Estados Unidos. Com o lançamento da versão unificada, todo os outros Skypes e times responsáveis por sua manutenção se tornariam redundantes, portanto, o que explicaria o corte anunciado pela companhia.

O fechamento do escritório londrino também indica que o Skype teria agora sido completamente absorvido pela Microsoft, com as principais decisões vindas diretamente de Redmond e não mais do continente europeu. Vale lembrar, o Skype tem suas origens na Estônia, em 2003, mas tinha Londres como um de seus quarteis generais mais importantes. O serviço foi comprado pela Microsoft em 2011, por US$ 8,5 bilhões (cerca de R$ 27 bilhões).

Fontes: BBC, Ars Technica

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.